HomeMercados

Ibovespa registra perdas de 9% após acionar 5º circuit breaker no mês

Por Bruna Santos
16 março 2020 - 12:14

O Ibovespa opera em forte queda nesta segunda-feira (16), pressionado pelo sentimento de pânico nos mercados após o Banco Central americano reduzir os juros do país.

No último domingo, em uma reunião extraordinária, o Federal Reserve decidiu reduzir a taxa básica de juros nos Estados Unidos em 1%, para o intervalo de 0% e 0,25%.

Adicionalmente, a autoridade monetária anunciou um programa de compras que até US$700 bilhões em títulos na mesma modalidade do quantitative easing, que foi utilizado durante a crise de 2008.

A notícia repercutiu negativamente no mercado, que começou a questionar a verdadeira eficácia da atuação do Fed, considerando que foram utilizadas todas as ferramentas disponíveis.

O fato derrubou as Bolsas ao redor do mundo, inclusive no Brasil, que antes mesmo da abertura sinalizava uma queda superior a 10% nos índices futuros.

Ao iniciar as negociações, o índice geral atingiu um declínio de 12,53%, acionando o 5º circuit breaker do mês, que paralisou as operações da B3 por 30 minutos.

Caso as perdas ultrapassem a margem de 15% em relação ao último fechamento, haverá uma suspensão de 1h para rebalancear as ordens de compra e venda e conter oscilações bruscas nas movimentações.

Enquanto isso, as atenções estão concentradas no anúncio do pacote de medidas prometido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Ele não descartou a liberação de novos saques do Fundo de Garantia pelo Tempo de Serviço (FGTS) e defendeu que parte do orçamento seja utilizado para reforçar a saúde.

Nas negociações da renda variável, as companhias Smiles (SMLS3), Azul (AZUL3), Sulamérica (SULA11) e CVC (CVCB3) lideravam as perdas.

Ás 12h04 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira caía 9,33%, aos 74.960 pontos, com um volume financeiro de R$5,025 bilhões.


Sobre o autor