HomeMercados

Ibovespa recua com cautela no exterior e cenário político; dólar avança a R$3,86

Por Pablo Vinicius Souza
07 março 2019 - 12:30
Nossa agenda local de indicadores econômicos tem como destaque a divulgação da Pesquisa Mensal do Comércio de setembro do IBGE.

O pregão de hoje começou em tom de cautela, seguindo o ritmo dos mercados internacionais. Apesar de Donald Trump ter divulgado ontem que as negociações com a China estão “evoluindo bem”, não há fatos concretos para impulsionar o otimismo dos investidores. No cenário interno, Jair Bolsonaro continua sofrendo severas críticas, até mesmo por integrantes de sua base aliada, devido à publicação de um vídeo em sua conta no Twitter. Neste momento, o mercado calcula a extensão dos danos à imagem do presidente, questionando sua habilidade de articular a aprovação da Reforma da Previdência no Congresso.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Ás 12h22 (horário de Brasília), o Ibovespa operava em queda 0,22%, aos 94.028 pontos, registrando um volume financeiro de R$2,866 bilhões. O dólar comercial disparava 0,89%, sendo cotado a R$3,86, em um dia de avanço da divisa americana contra as principais moedas globais. O movimento de valorização do dólar segue em linha com os receios dos investidores sobre a retomada do crescimento econômico do Brasil e a capacidade do governo de conduzir e aplicar uma agenda austera de reformas e privatizações.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

Os contratos de juros futuros anotavam taxas próximas à estabilidade, com pequenas variações positivas em alguns períodos. O ritmo dos negócios segue a dinâmica cambial, com fatores internos pressionando o aumento das taxas, em meio ao clima de maior incerteza e cautela nos mercados em geral. O DI com vencimento para dezembro/2019 aumentava 0,08%, sendo vendido a 6,48% (6,48% no ajuste anterior) e o DI para junho/2022 subia 0,12%, sendo negociado a 8,14% (8,13% no ajuste anterior).

Baixe o e-book: Guia completo para investimento em renda fixa

As principais blue chips operavam em baixa, com as companhias Eletrobras, Petrobras, CSN e Cemig liderando as perdas da sessão.

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou

CSN – A siderúrgica CSN, que alcançou a máxima do pregão de ontem, avançando mais de 9%, hoje registra perdas de 3%, em um movimento de ajustes e realização de lucros. Contudo, as perspectivas seguem positivas, já que a agência Morgan Stanley elevou a classificação das ações da companhia para overweight, direcionando recomendações de compra. Além disso, as projeções são para redução da dívida líquida em 2019-2020, com o aumento dos preços do minério de ferro, aumento na produção e maior lucratividade com a venda de ativos.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

COMPANHIAS ESTATAIS
Petrobras (PETR3) -0,75% Vale (VALE3) +1,08%
Petrobras (PETR4) -0,22% Embraer (EMBR3) -0,68%
Eletrobras (ELET3) -3,97% Banco do Brasil (BBAS3) -0,10%
Eletrobras (ELET6) -4,46% Cemig (CMIG4) -1,52%

 Relatório gratuito – Petrobras: O petróleo é nosso

SETOR BANCÁRIO SETOR SIDERÚRGICO
Itaú Unibanco (ITUB3) +0,95% Usiminas (USIM3) -0,63%
Santander (SANB11) +1,03% CSN (CSNA3) -3,50%
Bradesco (BBDC3) 00% Gerdau (GGBR4) -1,27%

Relatório Especial: Fundos Imobiliários


Sobre o autor