Ações

Ibovespa ignora recorde em NY e cai 1,18% com piora no risco fiscal

Por Fast Trade
01 abril 2021 - 19:10 | Atualizado em 01 abril 2021 - 20:39

O Ibovespa fechou em alta nesta quinta-feira (01), refletindo a piora no risco fiscal e as incertezas quanto ao Orçamento de 2021.

Além disso, pesaram os indicadores locais, ao informarem que a produção industrial recuou 0,7% em fevereiro, interrompendo uma sequência de nove altas. Com este resultado, o setor está apenas 2,8% acima do nível pré-pandemia.

Ao mesmo tempo, a IHS Markit informou que o PMI da indústria brasileira caiu para 52,8 pontos em março, depois de ter avançado a 58,4 pontos em fevereiro. Apesar de ter mostrado crescimento, o índice chegou à mínima de nove meses.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Em outro front, o cenário político também ganhou destaque após o anúncio do corte de R$10 bilhões em emendas parlamentares no Orçamento de 2021.

No entanto, segundo o relator da proposta, o senador Márcio Bittar, esta redução ainda não será suficiente para garantir que as despesas governamentais cumpram o teto de gastos.

O presidente Jair Bolsonaro tem até o dia 22 para decidir se sanciona o projeto como veio do Congresso ou se vetará alguns trechos.

Pacote de investimentos de Joe Biden

Enquanto isso, nos Estados Unidos, o clima é positivo nos mercados acionários, com o S&P 500 fechando acima dos 4 mil pontos pela primeira vez na história.

Acima de tudo, o novo plano de investimentos do presidente Joe Biden renovou as esperanças quanto à um ritmo mais forte de recuperação da economia.

Até porque, o objetivo do governo é aplicar US$2 trilhões em projetos de infraestrutura que incluem gastos com pontes, estradas, energia verde e melhoria nos sistemas de água.

Em Wall Street, o Dow Jones avançou 0,52%, o S&P 500 subiu 1,18% e o Nasdaq Composto saltou 1,76%.

Destaques Corporativos

Na B3, as ações do setor bancário registraram perdas expressivas, pressionando o desempenho do índice geral.

Assim, as companhias Bradesco (BBDC4), Itaú Unibanco (ITUB4), Santander Brasil (SANB11) e Banco do Brasil (BBAS3) declinaram entre 1% e 3%.

Da mesma forma, as ações das Siderúrgicas Vale (VALE3), Gerdau (GGBR4) e Usiminas (USIM5) fecharam em queda, acompanhando os preços do minério de ferro.

Guia do Investidor Iniciante

Top 5 máximas do índice: Braskem (BRKM5), Assaí (ASAI3), Cosan (CSAN3), Klabin (KLBN11), Via Varejo (VVAR3).

Top 5 mínimas do índice: Qualicorp (QUAL3), Bradesco (BBDC4), Cogna (COGN3), Gerdau Metalúrgica (GOAU4), Bradesco (BBDC3).

Como resultado, a Bolsa brasileira caiu 1,18% aos 115.253 pontos, com um volume financeiro de R$19,855 bilhões.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Ibovespa ignora recorde em NY e cai 1,18% com piora no risco fiscal

Leia também:

Dólar sobe a R$1,55 e fecha a R$5,71 em clima de cautela antes do feriado

Balança comercial brasileira registrou um superávit de US$1,48 bilhão em março

B3 inclui Locaweb (LWSA3) na 1ª prévia do Ibovespa de maio a agosto


Sobre o autor