Mercados

Ibovespa futuro sobe apesar de PIB chinês abaixo do consenso

Por TradersClub
15 julho 2022 - 10:30 | Atualizado em 20 julho 2022 - 12:45
Ibovespa futuro

O futuro do Ibovespa avança na manhã desta sexta-feira seguindo os futuros das bolsas americanas e europeias, mesmo com o PIB do segundo trimestre e a produção industrial em junho na China terem crescido menos do que esperado pelo mercado.

Por volta das 09h10, o futuro do principal índice da B3 avançava 0,21%, a 97.070 pontos, interrompendo a sequência de duas quedas consecutivas.

No mesmo horário, o dólar futuro operava em queda de 0,10%, a R$5,441 – seguindo o recuo de 0,40% no Índice Dólar DXY, cesta que mede o desempenho da moeda americana ante divisas pares. Já as taxas dos juros futuros seguiam a direção do câmbio e recuavam até 6 pontos-base ao longo da curva de vencimentos.

A economia da China cresceu 0,4% no segundo semestre em relação ao ano anterior, refletindo as severas restrições à mobilidade impostas no país para o combate à Covid-19. Segundo dados do Departamento Nacional de Estatísticas, a economia chinesa contraiu 2,6% no período de abril a junho em relação ao primeiro trimestre, marcando a maior contração trimestral desde o início do ano de 2020.

Após a divulgação do resultado, as bolsas em Xangai e Hong Kong fecharam em queda e o minério de ferro negociado em Dalian despencou 10,04% a 645 iuanes, o equivalente a US$95,44, a tonelada.

Investidores agora seguem atentos às vendas do varejo, à produção industrial e a alguns balanços nos EUA, a fim de se ter uma visão mais clara a respeito da performance econômica do país e das próximas decisões de política monetária do Federal Reserve. Por volta das 9h05, 46,5% dos derivativos na CME Group apontavam para uma alta de 75 pontos-base nos juros americanos como provável, enquanto 53,5% indicavam esperar alta de 100 pontos-base de magnitude.

No Brasil, hoje é dia de vencimento de opções sobre ações. Os investidores monitoram os dados de confiança do consumidor e varejo nos Estados Unidos. Além disso, o mercado segue atento a falas de dirigentes de política monetária nos EUA. De acordo com especialistas se o Fed realmente estiver planejando desencadear a maior alta de juros de todos os tempos em menos de duas semanas, os dirigentes podem começar a dar indícios, já que o período de silêncio está se aproximando rapidamente.

Perto das 09h15, as ADRs da Vale caíam 0,40% e as da Petrobras avançavam 1,38% no pré-mercado em Nova York.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram!

Ibovespa futuro sobe apesar de PIB chinês abaixo do consenso

Leia também:

Com perspectiva de margens menores, venda da Braskem desacelera mais uma vez

Méliuz apresenta prévia do 2° trimestre com alta de 24% sobre as vendas totais


Sobre o autor