Ações

Ibovespa fecha próximo à estabilidade com foco no exterior e no orçamento

Por Fast Trade
06 abril 2021 - 19:05 | Atualizado em 07 abril 2021 - 07:01

O Ibovespa fechou com viés de baixa nesta terça-feira (06), ficando próximo à estabilidade, com foco no exterior e no impasse envolvendo o orçamento.

Depois de superar os 118 mil, o índice geral fez uma reversão ao movimento, acompanhando o piora das Bolsas de Nova York.

No pregão de hoje, os mercados americanos passaram por uma forte correção ao salto da véspera, reagindo às notícias sobre o pacote de infraestrutura de US$2 trilhões.

Em Wall Street, o Dow Jones caiu 0,29%, o S&P 500 recuou 0,10% e o Nasdaq Composto perdeu 0,05%.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Nesse sentido, o presidente Joe Biden defende que a injeção de recursos seja financiada pelo aumento de 28% no imposto corporativo. Na visão do democrata, esta medida não deve afetar a economia, apesar de haver uma grande rejeição por parte dos parlamentares.

Por aqui, os investidores continuam monitorando o acordo entre o governo e o Congresso para alterar o orçamento através de um veto parcial do presidente Jair Bolsonaro.

Nos bastidores, circula uma informação de que o ministro Paulo Guedes será um voto vencido frente às demandas do Centrão. Isto porque, a ala política do governo exige um aumento de gastos já visando as eleições de 2021, ao passo que, Guedes propõe elevar a austeridade fiscal para controlar o déficit público.

Desse modo, o presidente vai restabelecer os gastos obrigatórios com a Previdência, que foram retirados pelos parlamentares durante a votação. No entanto, o chefe do Executivo pretende manter os recursos para obras e emendas, o que dificilmente ficará dentro do limite constitucional de despesas.

Destaques Corporativos

Na B3, o destaque de alta foi para as companhias siderúrgicas, com as ações da CSN (CSNA3) e Usiminas (USIM5) avançando mais de 3%.

Acima de tudo, os preços do aço na China dispararam a níveis recordes, apoiados pelo fortalecimento na demanda do país e preocupações com uma limitação na oferta.

Em contrapartida, o destaque de baixa ficou com o setor bancário, com o Bradesco (BBDC4), Banco do Brasil (BBAS3), Itaú Unibanco (ITUB4) e Santander (SANB11) registrando perdas superiores a 1%.

Guia do Investidor Iniciante

Top 5 máximas do índice: Sulamérica (SULA11), Fleury (FLRY3), CSN (CSNA3), Usiminas (USIM5), Qualicorp (QUAL3).

Top 5 mínimas do índice: Bradesco (BBDC3), Bradespar (BRDT3), Bradesco (BBDC4), Cosan (CSAN3), Hypera (HYPE3).

Como resultado, a Bolsa brasileira caiu 0,02% aos 117.498 pontos, com um volume financeiro de R$18,491 bilhões.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Ibovespa fecha próximo à estabilidade com foco no exterior e no orçamento

Leia também:

Dólar fecha a R$5,59 em sessão de forte queda com entrada de fluxo sazonal

Petróleo tem sessão de ganhos apoiado pelas perspectivas de recuperação global

Maratona de licitações pode gerar investimentos de R$20 bi em abril


Sobre o autor