Ações

Ibovespa fecha em queda de 0,6% com turbulência em NY e risco fiscal

Por Fast Trade
20 novembro 2020 - 20:05 | Atualizado em 21 novembro 2020 - 10:52
fundos de renda fixa

O Ibovespa encerrou em queda nesta sexta-feira (20), refletindo a turbulência nas Bolsas de Nova York e o cenário de riscos fiscais.

Mesmo em queda, o índice geral fechou a semana com ganhos de 1,26% graças ao otimismo pelas vacinas e à volta do fluxo de capital.

Desde o início da semana, houve uma expressiva entrada de capital estrangeiro na Bolsa brasileira, impulsionando a demanda dos ativos locais.

Na sessão de hoje, pesaram os desafios do cenário macroeconômico nos Estados Unidos e as preocupações com o avanço da pandemia.

Baixe agora: Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

Desse modo, ficou em destaque as divergências entre o Banco Central americano, o Federal Reserve, e as lideranças do Tesouro do país.

Nesse sentido, o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse aos parlamentares para redirecionarem US$580 bilhões de estímulos não gastos.

Além disso, ele exigiu que o presidente do Fed, Jerome Powell, devolvesse o dinheiro que o governo forneceu à instituição para a realização de empréstimos.

Mnuchin alegou que não há necessidade de comprar mais títulos corporativos, pois a dinâmica do mercado está fluída e os bancos podem emprestar tranquilamente.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Em contrapartida, o Fed publicou um comunicado solicitando que todas as medidas adotadas na pandemia devem ser mantidas até o final de 2021.

Frente à iminência de interrupção dos programas, a autoridade monetária ressaltou a importância da manutenção das práticas para que o suporte seja completo.

Como resultado, os índices americanos recuaram firme, contabilizando perdas nos últimos cinco pregões, em função da turbulência em relação às econômicas.

Em Wall Street, o Dow Jones caiu 0,75%, o S&P 500 recuou 0,68% e o Nasdaq Composto cedeu 0,42%.

Destaques corporativos na B3

No Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a defender a criação de um imposto sobre transações, nos moldes da antiga CPMF.

Desse modo, ele explicou que a intenção é que o tributo tenha como incidência os recursos enviados pelo Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos.

A proposta é aplicar alíquotas entre 0,10% e 0,15% sobre o montante transacionado, o que é menor em comparação aos 0,20% indicados nos estudos preliminares.

Baixe agora: Guia do Investidor Iniciante

Top 5 máximas do índice à vista: Pão de Açúcar (PCAR3), IRB Brasil (IRBR3), Cielo (CIEL3), Raia Drogasil (RADL3), Cogna (COGN3).

Top 5 mínimas do índice à vista: PetroRio (PRIO3), Gol (GOLL4), Ecorodovias (ECOR3), Santander (SANB11), Lojas Renner (LREN3).

Como resultado, a Bolsa brasileira caiu 0,59% aos 106.042 pontos, com um volume financeiro de R$16,876 bilhões.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Ibovespa fecha em queda de 0,6% com turbulência em NY e risco fiscal

Leia também:

Dólar dispara a R$5,38 reagindo às incertezas do cenário fiscal

Preços do petróleo sobem e anotam terceira semana consecutiva de ganhos

Ministério da Economia melhora projeção de déficit primário em 2020


Sobre o autor