HomeMercados

Ibovespa fecha em alta moderada com pressão do setor bancário

Por Pablo Vinicius Souza
13 junho 2019 - 18:35
saldo positivo do Ibovespa

O Ibovespa avançou no pregão desta quinta-feira (13) em atenção às movimentações do cenário político e impulsionado pela alta do petróleo no mercado internacional.

Porém, à tarde, o índice geral desacelerou os ganhos pressionado pela queda das ações do setor bancário, após a divulgação da proposta de aumento de 5% na Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Conforme o relatório da reforma da Previdência apresentado hoje, o referido imposto passaria de 15% para 20% e sua arrecadação servirá para cobrir a despesa que questões que foram retiradas do texto original.

A proposta final do relator, Samuel Moreira (PSDB), projeta uma economia de R$913,4 bilhões nos próximos dez anos e o aumento das alíquotas do CSLL significa um reforço fiscal de R$50 bilhões.

Foram retirados os trechos que tratavam sobre os benefícios de prestação continuada, aposentadoria do trabalhador rural e inclusão de estados e municípios.

Foram mantidas as idades mínimas para aposentadoria de homens (65), mulheres (62), policiais (55) e agentes penitenciários (55).

Também sofreu mudança a idade mínima de aposentadoria dos professores, que na proposta do governo seria de 60 anos e no novo texto é 57 anos.

Como resultado, a Bolsa brasileira subiu 0,46%, aos 98.773 pontos, registrando um volume financeiro de R$14,587 bilhões.

Dólar cai a R$3,85 com reforma da Previdência no radar

De olho na reforma da Previdência, o dólar comercial oscilou em queda a maior parte do dia, reagindo às expectativas pela aprovação da proposta.

Com movimentações bem contidas, a divisa americana devolveu parte do prêmio de risco adicionado no mês passado, confirmando a tendência de baixa.

No fechamento, o dólar comercial depreciou 0,32% contra o real brasileiro, sendo cotado a R$3,8538 na venda, próximo dos menores níveis do dia.

Na renda fixa, os contratos de juros futuros encerraram com expressiva queda nas taxas em todos os períodos, com o mercado atento ao relatório da reforma da Previdência.

A melhora no cenário político e as condições macroeconômicas, cada vez mais, apontam para uma nova etapa de flexibilização monetária e isso fica nítido ao analisar a movimentação dos vértices de curto prazo.

Como reflexo, o DI janeiro/2020 caiu para 6,08% (6,16% no ajuste anterior), o DI janeiro/2023 declinou para 6,97% (7,11% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2026 recuou para 7,71% (7,82% no ajuste anterior).

Petróleo avança mais de 2% refletindo suposto ataque a navios petroleiros

Depois do tombo registrado na véspera, os contratos futuros de petróleo avançaram na sessão desta quinta-feira (13), refletindo as preocupações com o suposto ataque a navios petroleiros, no Golfo do Omã.

Dois navios de carga foram danificados enquanto navegavam na região do Estreito de Ormuz, na costa do Irã, o que está levantando muitas especulações sobre um possível ataque.

Em entrevista coletiva, o secretário dos EUA, Mike Pompeo, afirmou que o governo iraniano está envolvido no incidente e lamentou que muitas vidas civis foram colocadas em risco por questões políticas.

O ataque teria sido uma resposta dos iranianos às sanções aplicadas pelo governo americano que estão impedindo o país de comercializar petróleo no mercado.

Com essa situação, criou-se um grande receio sobre a oferta da commodity, pensando que essa é a principal rota de transporte da produção dos países do Oriente Médio.

No fechamento, o petróleo WTI para entrega em julho avançou 2,22%, sendo cotado a US$52,28 o barril e o petróleo Brent para agosto aumentou 2,23% sendo cotado a US$61,31 o barril.

Noticiário Corporativo

Oi (OIBR3) – Conforme publicação do Estado de S. Paulo, a Oi estaria analisando algumas propostas para venda sua participação de 25% no capital da companhia United, a maior operadora de telefonia móvel da Angola.

Especula-se que, Isabel dos Santos, uma das mulheres mais ricas da África e que possui 25% das ações da companhia, tenha enviado uma proposta no valor US$850 milhões.

Outra interessada seria a estatal angolana Sonangol, que também é dona de 25% da United e deu o lance de US$1 bilhão à vista. Contudo, a diretoria da Oi não confirmou o recebimento da proposta.

CSN (CSNA3) – O jornal Valor Econômico informou que a CSN Cimentos pretende construir uma nova fábrica de cimentos, na cidade de Campo Largo/PR.

O investimento na nova unidade será de R$1,5 bilhão e terá uma estrutura com capacidade de produção para 3 milhões de toneladas de cimento por ano.

Movimentações na B3

A seguir, as ações de maior liquidez da Bovespa que mais valorizaram neste pregão:

COMPANHIAS ESTATAIS
Ativo 12/06 13/06 Ativo 12/06 13/06
Petrobras (PETR3) -1,50% +0,95% Vale (VALE3) -0,02% +0,80%
Petrobras (PETR4) -1,07% +1,27% Embraer (EMBR3) +0,11% +1,83%
Eletrobras (ELET3) -0,55% -2,19% Banco do Brasil (BBAS3) -0,92% -1,36%
Eletrobras (ELET6) -0,78% -2,39% Cemig (CMIG4) -2,47% +0,75%

Carteiras Recomendadas de Ações – Junho 2019

SETOR BANCÁRIO SETOR SIDERÚRGICO
Ativo 12/06 13/06 Ativo 12/06 13/06
Itaú Unibanco (ITUB3) -0,37% -1,27% Usiminas (USIM3) -0,66% +0,19%
Santander (SANB11) -0,36% -1,02% CSN (CSNA3) -5,54% -0,23%
Bradesco (BBDC3) +0,18% -1,31% Gerdau (GGBR4) -0,89% +1,11%

Sobre o autor