Ações

Ibovespa desvia do exterior e cai pressionado pelas blue chips

Por Fast Trade
18 novembro 2020 - 14:28 | Atualizado em 18 novembro 2020 - 17:07
Seguindo o ritmo do bom humor externo, o dia é positivo para ativos locais

O Ibovespa opera em queda nesta quarta-feira (18), pressionado pelas blue chips na B3, que apresentavam um desempenho errático nesta sessão.

Assim, as companhias Itaú Unibanco (ITUB4), Bradesco (BBDC4) e Santander (SANB11) recuavam mais de 1%, influenciando a desvalorização do benchmark local.

Nesse sentido, as ações da Vale (VALE3) também faziam um dia de correção após o governo de Minas Gerais rejeitar o acordo referente às indenizações da tragédia de Brumadinho.

Baixe agora: Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

No campo internacional, os investidores reagiam às informações sobre a eficácia das vacinas das companhias Pfizer e Moderna.

Ademais, a vacina chinesa, Coronavac, também demonstrou bons resultados, com eficácia imunizante em torno de 97% nos pacientes.

O governador de São Paulo, João Dória, informou que o primeiro lote do medicamento produzido pela Sinovac deve chegar ao Instituto Butantã amanhã (19).

Enquanto isso, nos Estados Unidos, a crise econômica se agravou após milhões de americanos perderem o auxílio-desemprego.

Baixe gratuitamente: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Ao mesmo tempo, o número de novos casos de Covid-19 disparou, elevando a média acima de 150 mil infecções, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Por outro lado, o Japão divulgou que as exportações em outubro apresentaram uma queda de apenas 0,2%, mostrando um cenário muito melhor do que o previsto.

Com isso, a projeção é que as economias globais mais sólidas alcancem um ritmo de recuperação mais forte e acelerado.

Destaques corporativos na B3

O mercado espera que após o segundo turno das eleições municipais, a agenda de reformas e privatizações retorne à pauta de discussões no Congresso.

Apesar disso, os projetos mais relevantes devem ficar para 2021, tendo em vista o possível enfrentamento de uma segunda onda de contágio no mês de dezembro.

Na B3, as ações de empresas ligadas às commodities estão servindo como porta de entrada ao fluxo de capital estrangeiro, que está voltando.

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade

Desse modo, o fato impulsionou as ações das companhias Petrobras (PETR3/ PETR4) e PetroRio (PRIO3), que vinham sofrendo com a queda na demanda por petróleo.

Top 5 máximas do índice à vista: Cogna (COGN3), Gol (GOLL4), Azul (AZUL4), BRF (BRFS3), Yduqs (YDUQ3).

Top 5 mínimas do índice à vista: Multiplan (MULT3), Iguatemi (IGTA3), Lojas Renner (LREN3), Ambev (ABEV3), Equatorial (EQTL3).

Às 13h28 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira caía 0,72%, aos 106.480 pontos, com um volume financeiro de R$9,973 bilhões.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Ibovespa desvia do exterior e cai pressionado pelas blue chips

Leia também:

Dólar opera em queda de olho no exterior e no Banco Central

Linx (LINX3), Vale (VALE3) e mais destaques corporativos

Indústrias esperam faturar mais em 2021, mostra CNI


Sobre o autor