HomeMercados

Ibovespa desaba com prisão de Temer e Previdência dos Militares no radar; dólar avança a R$3,80

Por Pablo Vinicius Souza
21 março 2019 - 18:26

Operando em queda desde a abertura do pregão, o Ibovespa acentuou as perdas após a mídia divulgar a prisão do ex-presidente Michel Temer, em mais uma etapa da operação Lava-Jato. Os investidores já enfrentavam um ambiente pessimista diante da postura negativa do Congresso ao receber a proposta de reforma da Previdência dos militares e a conjuntura atual aumentou as preocupações sobre a capacidade do governo em articular pautas sensíveis neste momento de “crise” no sistema político.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, visando acalmar os ânimos, declarou que a prisão de Temer não afetará a concretização da agenda de reformas, já em andamento. Com isso, o índice geral da B3 desacelerou as perdas, mas não conseguiu evitar o tombo. No final da sessão, a Bolsa brasileira encerrou em baixa de 1,34%, aos 96.729 pontos e um volume financeiro de R$17,858 bilhões. O dólar comercial fechou em valorização de 0,93%, sendo cotado a R$3,80, interrompendo a sequência de quatro quedas consecutivas.

Reforma da Previdência: O Futuro Dos Investimentos No Congresso Nacional

No exterior, a divisa americana subia contra as principais moedas globais, com o mercado ajustando posições em meio ao aumento da aversão ao risco. Nas últimas sessões, o real apreciou devido à um conjunto de fatores baseados em expectativas ligadas ao ambiente doméstico, por isso, as turbulências do cenário político exerceram grande influência no câmbio. Os contratos de juros futuros encerraram em forte alta acompanhando o aumento das incertezas quanto à condução dos ajustes fiscais necessários à economia.

Relatório Especial: Fundos Imobiliários

O DI com vencimento para novembro/2019 subiu para 6,35% (6,34% no ajuste anterior), o DI para dezembro/2022 avançou para 7,97% (7,86% no ajuste anterior) e o DI para junho/2024 saltou para 8,46% (8,28% no ajuste anterior).

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

As ações de maior liquidez da Bovespa encerraram majoritariamente em queda. As companhias B2W Digital (BTOW3/ -6,13%), Lojas Americanas S/A (LAME4/ -5,63%), Gol (GOLL4/ -4,82%), Cielo (CIEL3/ -3,80%) e Cyrela Realton (CYRE3/ -3,30%) lideraram as perdas da sessão.

E-book: Guia completo para investimento em renda fixa

Petrobras – A Petrobras comunicou que vai recorrer ao Judiciário da decisão do Carf (Câmara Superior do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) que lhe foi desfavorável em um processo administrativo fiscal que versa sobre a cobrança do tributo Cide (contribuição de intervenção no domínio econômico) incidente sobre as remessas de divisas ao exterior para pagamentos de contratos de aluguel e prestação de serviços em plataformas. Os envios ocorreram em 2009 e somam o valor de R$2,2 bilhões.

Petróleo – Os preços do petróleo fecharam sem apresentar uma direção comum, reagindo às declarações da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) sobre o adiamento da reunião, na qual os membros discutiriam sobre a extensão do corte de produção em 1,2 milhões de barris/dia. A reunião regular do cartel, que estava prevista para acontecer em abril, foi transferida para junho. Com isso, o petróleo WTI para abril aumentou 1,35%, com cotação a US$59,83 o barril e o petróleo Brent para maio caiu 0,93%, com cotação a US$67,86 o barril.

COMPANHIAS ESTATAIS
Ativo 20/03 21/03 Ativo 20/03 21/03
Petrobras (PETR3) 00% -2,18% Vale (VALE3) -2,93% +0,47%
Petrobras (PETR4) -1,06% -1,42% Embraer (EMBR3) -1,75% -0,47%
Eletrobras (ELET3) -2,82% -1,56% Banco do Brasil (BBAS3) -2,49% -2,08%
Eletrobras (ELET6) -1,53% -3,21% Cemig (CMIG4) -2,83% -1,59%

 

SETOR BANCÁRIO SETOR SIDERÚRGICO
Ativo 20/03 21/03 Ativo 20/03 21/03
Itaú Unibanco (ITUB3) -1,45% -2,08% Usiminas (USIM3) -0,66% -1,24%
Santander (SANB11) -2,64% -2,17% CSN (CSNA3) +0,77% -1,89%
Bradesco (BBDC3) -2,29% -3,14% Gerdau (GGBR4) -1,77% +0,51%

 

 


Sobre o autor