Ações

Ibovespa desaba 2,54% e volta aos 120 mil refletindo as tensões internacionais

Por Fast Trade
15 janeiro 2021 - 20:14 | Atualizado em 16 janeiro 2021 - 12:16

O Ibovespa fechou em forte queda nesta sexta-feira (15), refletindo as tensões internacionais e o agravamento da pandemia no Brasil.

Com este resultado, o índice geral contabilizou um recuo semanal de 3,78%, o maior desde o final de outubro.

De maneira única, os últimos dias foram marcados por turbulências políticas nos EUA e muitos desafios da vacinação nos países.

Na sessão de hoje, pesaram as incertezas sobre a liberação dos recursos no valor de US$1,9 trilhão proposto pelo presidente americano, Joe Biden.

Baixe agora: Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

Apesar de a Câmara dos Representantes e o Senado estarem sob controle majoritário de democratas, não há certeza de que todos os parlamentares votarão a favor da medida.

Isto porque, o projeto elaborado pela Casa Branca é tão amplo que será necessário reduzir em algumas áreas para obter a aceitação da maioria.

Segundo analistas, o declínio de hoje reflete o famoso “sobe no boato e cai no fato”, abrindo uma oportunidade para a realização de lucros agora que a expansão dos estímulos foi divulgada formalmente.

Ao mesmo tempo, na China, o avanço da pandemia levou diversas cidades a adotarem a política de lockdown regional.

Baixe gratuitamente: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

O número mais alto de casos por dia no gigante asiático, levou as autoridades a apertarem as medidas de isolamento social a 28 milhões de pessoas.

Acima de tudo, o novo surto de Covid-19 está ameaçando prejudicar o ritmo de recuperação da economia chinesa e isso tem preocupado os investidores.

Da mesma forma, no velho continente, Alemanha e França voltaram com as restrições diante da piora nas taxas de transmissão do vírus.

Colapso em Manaus e Destaques Corporativos

No Brasil, a segunda onda de Covid-19 está resultando em recordes de novos casos e no colapso do sistema de saúde em algumas regiões.

Nesse sentido, o destaque foi para Manaus, cujo quadro de internações já ultrapassou a capacidade de atendimento. Com isso, as unidades do SUS ficaram sem tanque de oxigênio, provocando a morte por asfixia de muitas pessoas infectadas.

Na B3, as ações da JHSF (JHSF3) avançaram após a prévia operacional confirmar um ótimo desempenho no quarto trimestre.

Baixe agora: Guia do Investidor Iniciante

Top 5 máximas do índice Ibovespa: B2W Digital (BTOW3), Suzano (SUZB3), Rumo (RAIL3), JHSF (JHSF3), CPFL Energia (CPFE3).

Top 5 mínimas do índice Ibovespa: CSN (CSNA3), Locamérica (LCAM3), Gerdau (GGBR4), Gerdau Metalúrgica (GOAU4), Santander (SANB11).

Como resultado, a Bolsa brasileira desabou 2,54% aos 120.348 pontos, com um volume financeiro de R$26,107 bilhões.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Ibovespa desaba 2,54% e volta aos 120 mil refletindo as tensões internacionais

Leia também:

Petróleo fecha em queda, mas encerra semana volátil sem direção única

Dólar dispara quase 2% e fecha a R$5,31 com foco na cena externa

VBP: Valor Bruto da Produção Agropecuária anota recorde em 2020


Sobre o autor