HomeMercados

Ibovespa cai com turbulência externa e desencontros na Previdência; dólar sobe a R$3,85

Por Pablo Vinicius Souza
09 abril 2019 - 12:28

Acompanhando o clima negativo do exterior, o Ibovespa operava em queda desde a abertura do pregão. A possibilidade de instauração de uma guerra comercial entre Estados Unidos e União Europeia gerou um clima de cautela nas Bolsas internacionais, sobretudo após o presidente americano, Donald Trump, anunciar em sua conta no Twitter, a imposição de US$11 bilhões em tarifas aos produtos europeus.

Em resposta ao ocorrido, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, declarou que o bloco europeu está preparando uma ação similar aos produtos americanos no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC), porém ressaltou que este é um momento que exige cautela, onde “menos é mais” para buscar uma solução para o impasse.

Além disso, as projeções do FMI para crescimento da economia global sofreram redução de 3,5% para 3,3% em 2019, o que acentuou as preocupações dos investidores quanto à desaceleração das atividades no curto prazo.

No cenário interno, o mercado aguardava com grande expectativa a leitura do parecer do relator sobre a admissibilidade da proposta de reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, que acontecerá hoje, por volta das 14h.

Nesse contexto, às 12h21 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira recuava 1,08%, aos 96.314 pontos, registrando um giro financeiro de R$3,078 bilhões.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Cenário político e reforma da Previdência

Durante um evento realizado pelo jornal O Globo em conjunto com o Valor Econômico, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, se comprometeram a trabalhar pela reforma da Previdência dentro de seus escopos de atuação, deixando a articulação política para outras pessoas ligadas ao governo.

Maia acrescentou que desistiu de liderar as negociações da reforma, principalmente em relação a obtenção de votos para aprovação, porque foi mal compreendido e só levou pancada de Bolsonaro e seus aliados. “Não vou ser mulher de malandro, ficar apanhando e achar bom” – comentou o deputado. Na mesma linha, Guedes se escusou de agir politicamente e fez alusão à sua turbulenta participação na audiência da CCJ.

Cotação do Dólar e juros futuros

O dólar comercial valorizava 0,16%, sendo cotado a R$3,85, com desempenho contrário à sua atuação no exterior. A divisa americana caía contra os principais mercados emergentes exportadores de commodities, em atenção aos estímulos aplicados na economia chinesa e às perspectivas de que a taxa básica de juros nos EUA permanecerá estável.

Os contratos de juros futuros subiam em todos os períodos, refletindo as instabilidades do cenário político e o aumento da cautela no mercado de câmbio. O DI com vencimento para dezembro/2019 avançava 0,46%, sendo vendido a 6,50% (6,47% no ajuste anterior) e o DI para junho/2022 disparava 1,13%, sendo negociado a 8,05% (7,97% no ajuste anterior).

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Mercado brasileiro

As ações de maior liquidez operavam em queda, com alguns setores acentuando as perdas. Com destaque para as companhias:

  • Eletrobras (ELET6) -4,03%
  • Gol (GOLL4) -2,60%
  • CSN (CSNA3) -2,74%
  • Gerdau (GGBR4) -2,02%

Eletrobras – Está na pauta de discussões e votação do plenário da Câmara dos Deputados a medida provisória que cria novas regras para a privatização das distribuidoras de energia que estão sob a gestão da Eletrobras. A aprovação da medida provisória será fundamental para a continuidade no processo de desinvestimento da estatal, sobretudo em relação às subsidiárias que atuam com as atividades intermediárias.

Vale – Segundo informações do Valor Econômico, o Financial Times divulgou que alguns fundos estrangeiros estão desmontando posições compradas em ações da Vale, após o rompimento da barragem em Brumadinho. A reportagem destaca que a terceira maior gestora da Alemanha, a Union, vendeu toda a sua participação na mineradora, dentre ações e bônus.

Outros fundos também se desfizeram de suas posições, como da Igreja Anglicana e do conselho de ética da Suécia, além do fundo de petróleo da Noruega, que também estaria fortemente inclinado à se desfazer de suas participações na companhia brasileira.

COMPANHIAS ESTATAIS
Petrobras (PETR3)-0,49%Vale (VALE3)-1,31%
Petrobras (PETR4)-0,89%Embraer (EMBR3)-0,31%
Eletrobras (ELET3)-3,15%Banco do Brasil (BBAS3)-1,40%
Eletrobras (ELET6)-4,03%Cemig (CMIG4)-1,25%

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

SETOR BANCÁRIOSETOR SIDERÚRGICO
Itaú Unibanco (ITUB3)-1,18%Usiminas (USIM3)-1,14%
Santander (SANB11)-1,78%CSN (CSNA3)-2,74%
Bradesco (BBDC3)-1,52%Gerdau (GGBR4)-2,02%

 


Sobre o autor