HomeMercados

Ibovespa cai com indicadores econômicos e Previdência no radar; dólar sobe a R$3,82

Por Pablo Vinicius Souza
13 março 2019 - 12:28

O pregão desta quarta-feira iniciou em tom negativo, com o mercado repercutindo mal os dados de janeiro que indicaram uma retração de 0,8% nas atividades da indústria nacional. Essa foi a maior queda desde setembro do ano passado, quando a redução alcançou 1,9%, segundo a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada hoje.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Com o exterior tranquilo, os investidores seguem atentos aos trâmites da Reforma da Previdência, que terá seu ponto de partida na instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na Câmara dos Deputados. O evento está agendado para acontecer hoje, às 19h, e segundo o presidente da casa legislativa, Rodrigo Maia, a pretensão é colocar a proposta para ser votada até os dias 27 e 28 de março.

Reforma da Previdência: O Futuro Dos Investimentos No Congresso Nacional

Ás 12h14 (horário de Brasília), o Ibovespa operava em queda de 0,24%, aos 97.594 pontos, registrando um giro financeiro de R$2,978 bilhões. O dólar comercial avançava 0,34%, sendo cotado a R$3,82, próximo à máxima do dia. A divisa americana ganhava terreno contra o real à medida que o mercado ponderava a atratividade dos juros brasileiros em relação aos internacionais, frente ao aumento das possibilidades de corte na Selic.

Relatório Especial: Fundos Imobiliários

Os contratos de juros futuros seguiam em desvalorização, em um movimento de retirada do prêmio de risco nas taxas em todos os períodos. O DI com vencimento para fevereiro/2020 caía 0,85%, sendo vendido a 6,43% (6,46% no ajuste anterior), o DI para março/2022 recuava 0,77%, sendo negociado a 7,71% (7,78% no ajuste anterior) e o DI para dezembro/2025 declinava 0,80%, sendo comercializado a 8,72% (8,79% no ajuste anterior).

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

As principais blue chips se alternavam entre altas e baixas para diferentes setores. O destaque positivo neste momento é CSN, Petrobras, Vale e Santander, que acentuavam ganhos na sessão.

E-book: Guia completo para investimento em renda fixa

CSN – O Ministério Público de Minas Gerais requereu à Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) a elaboração de um plano de mudança voluntária aos moradores dos bairros Cristo Rei e Residencial Gualter Monteiro, que se localizam perto da barragem da Mina Casa de Pedra. No documento, o órgão recomenda que a companhia cubra a despesa de aluguel no valor de R$1.500 para os moradores que aceitarem se retirar voluntariamente, bem como todos os demais custos com a mudança.

COMPANHIAS ESTATAIS
Petrobras (PETR3) +1,69% Vale (VALE3) +0,66%
Petrobras (PETR4) +0,63% Embraer (EMBR3) -0,90%
Eletrobras (ELET3) +0,03% Banco do Brasil (BBAS3) -0,66%
Eletrobras (ELET6) +0,32% Cemig (CMIG4) -1,16%

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

SETOR BANCÁRIO SETOR SIDERÚRGICO
Itaú Unibanco (ITUB3) -0,78% Usiminas (USIM3) -1,15%
Santander (SANB11) +0,39% CSN (CSNA3) +4,94%
Bradesco (BBDC3) -0,55% Gerdau (GGBR4) +0,55%

Sobre o autor