HomeMercados

Ibovespa avança com otimismo pela Previdência e Bolsonaro no G-20

Por Pablo Vinicius Souza
28 junho 2019 - 12:27

Depois de uma semana repleta de expectativas, o Ibovespa operava em alta seguindo o otimismo com a reforma da Previdência.

Na sessão de ontem, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, garantiu que a reforma será votada pelo plenário da casa legislativa antes do recesso parlamentar.

O fato trouxe ânimos aos investidores, que havia ficado receosos com a notícia de que a votação da proposta na Comissão Mista seria adiada para a próxima semana.

Outro aspecto que contribuiu para o bom humor do mercado foi a reaproximação do ministro da Economia, Paulo Guedes, ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Eles se reuniram para discutir a inclusão dos Estados e Municípios no texto final, já que ambos defendem essa ideia.

No exterior, os holofotes estão sob a participação do presidente Jair Bolsonaro na reunião do G-20 e os compromissos bilaterais do governo brasileiro.

Bolsonaro se encontrou com o primeiro-ministro francês, Emmanuel Macron, e reiterou o seu compromisso de manter o Brasil no tratado de Paris.

Antes disso, o capitão do exército chegou a trocar farpas com a líder alemã, Ângela Merkel, afirmando que não aceitará outro país intervir nas decisões brasileiras, principalmente quanto ao meio ambiente.

A reação ocorreu depois que a chanceler declarou que ia procurar o presidente brasileiro para ter uma “conversa bem clara” sobre as políticas de desmatamento.

Nesse contexto, às 12h12 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira subia 0,41%, aos 101.133 pontos, registrando um volume financeiro de R$3,197 bilhões.

Dólar recua a R$3,82 em atenção ao G-20

O dólar iniciou o pregão desta sexta-feira (28) refletindo as expectativas gerais do mercado em relação aos desdobramentos da cúpula do G-20 e ao cenário político.

Sob um forte movimento de ajuste de posições, a divisa americana depreciava contra as principais moedas globais no exterior.

Os investidores operavam com certa dose de cautela, já que os eventos do final de semana poderão exercer grande impacto no câmbio.

Ás 12h12 (horário de Brasília), o dólar comercial registrava variação negativa de 0,03% contra o real, sendo cotado a R$3,8270 na venda.

Os contratos de juros futuros de curto prazo permaneciam estáveis e os de longo prazo recuavam, precificando a aprovação da reforma da Previdência e a flexibilização monetária.

Fatores como níveis baixos de inflação e recuperação econômica lenta levavam os investidores de renda fixa a retirar o prêmio de risco dos ativos.

O DI outubro/2020 permanecia estável sendo negociado a 6,28% e o DI abril/2023 declinava 1,31%, sendo vendido a 6,78% (6,82% no ajuste anterior).

Noticiário Corporativo

CSN (CSNA3)A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) publicou a precificação da reabertura da oferta de títulos representativo de dívidas (Notes) realizada no ano passado.

Tais papéis foram emitidos no mercado externo por sua subsidiária CSN Resources, no valor de US$175 milhões, com vencimento para 2023.

O preço de venda de cada Note foi de 105,615% do valor do principal acrescido dos juros incidentes, o que equivale à um rendimento total de 5,875% ao ano, se resgatado na data do vencimento.

O valor total arrecadado com a emissão dos títulos considerando apenas o principal foi de US$925 milhões, que será utilizado para pagamento de “certas dívidas”, conforme informou a companhia.

Qualicorp (QUAL3) – O Conselho de Administração da Qualicorp aprovou a captação de R$1,3 bilhão em recursos à vista, por meio de três operações de dívida.

Conforme a ata da reunião divulgada ontem, a companhia realizará a segunda etapa da emissão de debêntures, no valor total de R$700 milhões, que serão utilizados no reforço de caixa.

Haverá também uma nova rodada de oferta dos títulos no montante de R$310 milhões, que será realizado pela Qualicorp Corretora e aplicado ao prolongamento de seu passivo financeiro.

Além disso, a Qualicorp Benefícios igualmente utilizará R$290 milhões em divisas provenientes de debêntures para financiar o passivo financeiro e/ou reforçar o capital de giro.

COMPANHIAS ESTATAIS
Petrobras (PETR3)+1,04%Vale (VALE3)+0,48%
Petrobras (PETR4)+0,81%Embraer (EMBR3)+0,37%
Eletrobras (ELET3)+2,55%Banco do Brasil (BBAS3)+0,22%
Eletrobras (ELET6)+1,40%Cemig (CMIG4)+1,02%

E-BOOK GUIA COMPLETO PARA OBTER SUCESSO NOS INVESTIMENTOS EM AÇÕES NA BOLSA DE VALORES

SETOR BANCÁRIOSETOR SIDERÚRGICO
Itaú Unibanco (ITUB3)+0,16%Usiminas (USIM3)+2,13%
Santander (SANB11)+0,75%CSN (CSNA3)+0,73%
Bradesco (BBDC3)+0,30%Gerdau (GGBR4)+0,87%


Sobre o autor