Ações

Ibovespa avança aos 121 mil com blue chips e cenário externo no radar

Por Fast Trade
28 abril 2021 - 19:14 | Atualizado em 29 abril 2021 - 07:00

O Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira (28), avançando aos 121 mil pontos, apoiado pela valorização das blue chips e pelas repercussões do cenário externo.

No pregão de hoje, as ações do setor bancário, a Petrobras (PETR3/PETR4), a Vale (VALE3) e outras companhias de peso impulsionaram o índice geral. A temporada de resultados corporativos contribuiu com o movimento de alta, sobretudo, após o Santander (SANB11) reportar números acima do esperado.

Ao mesmo, o relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) informou que houve a criação de 184.140 postos de trabalho formais em março. Este dado também animou os investidores, pois, veio acima das projeções e superou a geração líquida de vagas do mesmo período de 2020.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Além disso, no acumulado dos três primeiros meses do ano, o saldo do Caged está positivo em 837.074 vagas, o que representa uma tendência de recuperação na atividade local.

No cenário político, o destaque ficou com a CPI da pandemia, que deu posse ao presidente Omar Aziz (PSD), ao vice-presidente Randolfe Rodrigues (Rede) e ao relator do processo, Renan Calheiros (MDB).

Acima de tudo, o senador Calheiros, que é um grande opositor do presidente Jair Bolsonaro, prometeu atuar nas investigações com imparcialidade, afirmando que o Brasil tem o direito de saber quem são os responsáveis pelas mortes por coronavírus.

Cenário Externo – Decisão do Fed

Enquanto isso, no exterior, os mercados repercutiram a decisão do Banco Central americano, o Federal Reserve, de manter a taxa de juros no intervalo entre 0% e 0,25%.

Assim também, a instituição se comprometeu a dar continuidade ao programa de compras de títulos privados no valor de US$120 bilhões por mês.

No comunicado, o Fed avaliou que os esforços no combate à pandemia ajudaram a impulsionar a economia, porém, há ainda muito o que fazer para o país alcançar o nível ideal.

Destaques Corporativos

Na B3, os resultados mais fortes do Santander (SANB11) impulsionaram o setor bancário, acelerando os ganhos do Bradesco (BBDC4).

Da mesma forma, a Cemig (CMIG4) foi um dos destaques de alta, após o governo de Minas Gerais anunciar os planos de privatização da companhia até o final do ano que vem.

Top 5 máximas do índice: Santander (SANB11), Cemig (CMIG4), Bradesco (BBDC4), Locamérica (LCAM3), Bradesco (BBDC3).

Relatório: alocação de recursos

Top 5 mínimas do índice: JBS (JBSS3), Marfrig (MRFG3), Suzano (SUZB3), Klabin (KLBN11), Cielo (CIEL3).

Como resultado, a Bolsa brasileira subiu 1,39% aos 121.052 pontos, com um volume financeiro de R$22,769 bilhões.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Ibovespa avança aos 121 mil com blue chips e cenário externo no radar

Leia também:

Em sessão de forte queda, dólar fecha a R$5,35 de olho na decisão do Fed

Petróleo tem nova sessão de alta com dólar e compromisso da Opep+

Fed mantém juros próximos de zero e vê feitos temporários da inflação


Sobre o autor