Ações

Ibovespa avança 1,22% com foco nas commodities e na agenda econômica

Por Fast Trade
16 maio 2022 - 19:15 | Atualizado em 17 maio 2022 - 06:24
índices em Nova York
Créditos: shutterstock.com

O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira (16), registrando a quarta alta consecutiva com a ajuda das commodities e da agenda econômica. Desviando do mau humor externo, o índice geral ganhou força com a valorização dos contratos futuros de minério de ferro.

No radar, ficou em destaque a decisão da China de conceder mais estímulos econômicos ao setor imobiliário, reduzindo juros de hipotecas e outras formas de financiamento. Além disso, o governo divulgou que a partir de junho, terá início o relaxamento das medidas de restrição, após as autoridades sanitárias controlarem o surto de infecções por Covid-19.

Ao mesmo tempo, os preços do petróleo registraram valorização em sintonia com a evolução das negociações na União Europeia pela suspensão integral da importação da commodity produzida na Rússia. Esta seria mais uma sanção contra o Kremlin devido à invasão à Ucrânia.

+ Notícias e indicadores: saiba como impactam nas operações de Day Trade!

Outro fator de peso foi a decisão da Finlândia e da Suécia de solicitar o ingresso na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Nesse sentido, o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que haverá retaliações caso seus vizinhos de fronteira deem sequência ao processo.

Em Nova York, as preocupações com a inflação pesaram novamente, penalizando os ativos diante de possíveis impactos de uma recessão global. O Dow Jones subiu 0,09%, o S&P 500 caiu 0,39% e o Nasdaq Composto recuou 1,2%.

Enquanto isso, no Brasil, os investidores repercutiram a temporada de balanços corporativos e a agenda econômica com a quinta baixa consecutiva na relação entre a dívida pública e o Produto Inter Bruto (PIB).

Destaques corporativos

Na B3, praticamente todos os setores fecharam com ganhos neste pregão, com destaque para as empresas Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3/PETR4) ligadas ao desempenho das commodities. Ao mesmo tempo, a Méliuz (CASH3) liderou os ganhos do dia ao subir 6,25%.

Em contrapartida, os frigoríficos Minerva (BEEF3) e JBS (JBSS3) recuaram, absorvendo os impactos da desaceleração econômica da China, um dos maiores mercados consumidores de proteína. Já a M. Dias Branco (MDIA3) fechou com uma expressiva queda pressionada pelos resultados corporativos e pela inflação.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Top 5 máximas do índice: Méliuz (CASH3), SLC Agrícola (SLCE3), EzTec (EZTC3), Eneva (ENEV3) e Ultrapar (UGPA3).

Top 5 mínimas do índice: Locaweb (LWSA3), Embraer (EMBR3), Hapvida (HAPV3), Minerva (BEEF3) e JBS (JBSS3).

Como resultado, o Ibovespa subiu 1,22% aos 108.232 pontos, registrando um volume financeiro de R$ 18,575 bilhões.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram!

Ibovespa avança 1,22% com foco nas commodities e na agenda econômica

Leia também:

Dólar fecha em leve queda após sessão volátil e de sell-off no exterior

B3 planeja lançar um produto de futuros de Bitcoin no segundo semestre

Cemig registra lucro líquido de R$ 1,456 bilhão no 1º trimestre, alta de 244,6%


Sobre o autor