EmpresasHome

Heineken investe para crescer no Brasil com menos custos

Por Eloiza Amaral
30 julho 2019 - 11:41

A cervejaria Heineken espera alcançar um desempenho melhor em suas operações no Brasil no segundo semestre, com menores custos de produção e forte alta nas receitas.

No primeiro semestre, os custos de produção da segundo maior cervejaria do Brasil aumentaram, principalmente, devido avanços nos custos das latas de alumínio, uma vez que o preço ficou acima do esperado e houve perdas com variação cambial.

Para que isso não se repita, a companhia está investindo para ampliar a distribuição de suas marcas no país, enquanto investe no crescimento de sua capacidade produtiva. A Heineken anunciou em maio investimento de R$ 550 milhões nas fábricas paulistas de Araraquara, Itu e Jacareí, além de uma micro cervejaria em Campos do Jordão (SP) e um centro de distribuição no interior paulista.

A categoria premium teve crescimento de dois dígitos no primeiro semestre, puxada pelas marcas Heineken e Devassa, mas com forte avanço nas vendas da Amstel.

Entre as cervejas com valor mais baixo, como Glacial, No Grau e Cintra, a produtora informou que observou queda de “um dígito alto” no volume de vendas, compensado por um aumento de 8% nos preços.


Sobre o autor