Empresas

Hapvida busca retomar compra da Plamed já vetada pelo Cade

Por TradersClub
23 maio 2022 - 11:50 | Atualizado em 23 maio 2022 - 13:08
Compra da Plamed

A Hapvida, maior operadora de planos de saúde do país, mudou de estratégia para convencer o Conselho Administrativo de Defesa Econômica a aprovar a aquisição da rival Plamed, em Sergipe, disseram ao Scoop by Mover duas fontes com conhecimento direto da situação.

Segundo as fontes, a Hapvida fez uma nova proposta conhecida em inglês como “fix-it-first”, pela qual aplicaria os remédios impostos pelo Cade – que vetou o negócio em novembro passado – antes de fechar a compra.

Procuradas, a Hapvida e a Plamed não comentaram as informações.

+ O que são suportes e resistências? Conheça estes dois parâmetros operacionais!

A Hapvida anunciou a compra da Plamed em dezembro de 2019, por R$57,5 milhões. Inicialmente, o Cade avalizou a operação, mas após o não cumprimento do plano original imposto pelo órgão, os conselheiros decidiram reverter a decisão.

Mesmo antes da fusão com a NotreDame Intermédica, em 2021, a Hapvida já era a maior operadora de planos de saúde no Nordeste. O Cade aprovou a união das duas operadoras, mas isso deixou o grupo mais engessado a possíveis outras aquisições.

O caso Plamed foi o primeiro a ser vetado pelo Cade após fusão da Hapvida com a GNDI. Para liberar a aquisição, o Cade obrigou a Hapvida a vender parte da carteira da Plamed a um concorrente. Contudo, a companhia sergipana tentou vender parte do ativo a R$1,00 para uma empresa com menos de um ano de existência. A decisão fez a autarquia voltar atrás e a barrar a operação.

Ainda segundo as fontes, a absorção da Plamed só seria liberada pelo Cade após a execução do plano fix-it-first. Assim, a Plamed precisará vender parte da carteira a um concorrente relevante antes de ser incorporada pela Hapvida. Ainda não se sabe quem são os interessados pelo ativo.

Com o novo processo, caso consiga a anuência do Cade, a Hapvida irá adicionar 24,4 mil vidas, com participação superior a 40% de planos individuais, à sua carteira no Sergipe. O montante representa 26% do total de vidas que a Hapvida possui no estado.

Mesmo com a aplicação dos remédios, caso seja aprovada a operação, a Hapvida continuará em vantagem em relação ao segundo maior concorrente no estado, a Unimed. Em março, a Hapvida possuía 90,9 mil vidas em Sergipe, enquanto a Unimed tinha 86,6 mil.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram!

Hapvida busca retomar compra da Plamed já vetada pelo Cade

Leia também:

Minério de ferro avança quase 7%; Índia aumenta tarifa de exportação da commodity


Sobre o autor