Política

Guedes: “agora precisamos voltar à agenda de reformas”

Por Fast Trade
17 outubro 2020 - 10:40 | Atualizado em 18 outubro 2020 - 09:41
Reprodução: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Reprodução: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a defender a retomada da agenda de reformas em evento promovido pela XP Investimentos na véspera (16).

Segundo ele, o governo federal não se arrepende dos gastos elevados, solução encontrada para combater os impactos da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

“Gastamos e não nos arrependemos”, afirmou, acrescentando que o governo estaria disposto a “fazer de novo”. No entanto, o economista acredita que é hora de “voltar à agenda de reformas”.

Com a reforma administrativa, por exemplo, expectativa é controlar o gasto explosivo com pessoal, mas pontuou que a aprovação de novas reformas “depende da política”.

Leia também: Reforma administrativa pode gerar economia de R$ 400 bi

Sobre o auxílio emergencial, a mensagem continua sendo a mesma: “não há nenhum plano para estender” para 2021.

Baixe gratuitamente: Guia do investidor iniciante

Guedes mantém posição sobre imposto sobre transações digitais

Assim também, o ministro declarou que não desistiu da ideia de criar um novo imposto sobre transações digitais.

A medida, que tem sido comparada à antiga CPMF e gerado uma onda de resistências, serviria para viabilizar uma ampla desoneração da folha de salários.

ao ser questionado se tinha desistido do novo imposto, Guedes afirmou não se importar “se o imposto é feio”, desde que ele sirva para criar empregos.

Por fim, leia também:

Reforma administrativa não será votada em 2020, diz Maia

Ministro da Economia nega prorrogação do auxílio emergencial e estado de calamidade

Guedes e Maia se reconciliam e devem avançar com a agenda econômica

Reforma tributária pode ficar para 2021

Quer ficar informado de tudo o que acontece no mercado financeiro, inclusive sobre as novidades de infraestrutura? Participe canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade. É gratuíto!


Sobre o autor