Empresas

Grupo Natura lucra R$175,7 mi no 4T20 e mostra resiliência frente à pandemia

Por Fast Trade
05 março 2021 - 16:06 | Atualizado em 05 março 2021 - 18:04
Natura

O Grupo Natura (NTCO3) divulgou resultados mais fortes no quarto trimestre de 2020, mostrando resiliência frente aos desafios impostos pela pandemia.

Depois de amargar um prejuízo de R$176,1 milhões no mesmo período do ano anterior, a companhia reportou um lucro de R$175,7 milhões.

No entanto, o resultado de 2019 não incluiu os efeitos da Alocação do Preço de Compra (PPA) envolvidos na aquisição da Avon. Isto porque, se tais impactos refletissem no balanço, ao invés de prejuízo, a empresa teria um lucro de R$22,3 milhões.

Certamente, este novo cenário transformaria a análise da Natura ao evidenciar que houve um salto de 687,5% nos resultados apurados no último trimestre de 2020.

Baixe agora: Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

O Ebitda o período (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$1,254 bilhão, o que representa um aumento de 21,3% na comparação anual.

Da mesma forma, a receita líquida subiu 24,3% de outubro a dezembro, em igual base de avaliação, no total de R$11,997 bilhões. Contudo, quando levamos em consideração o PPA, o indicador registra um aumento de 157,9%, alcançando o patamar de R$4,652 bilhões.

Vale lembrar que este balanço consolida o desempenho de todas as marcas do grupo: Natura & Co, Latam, Avon, The Body Shop e Aesop.

Impactos da pandemia e construção da resiliência

Segundo o diretor financeiro da Natura & Co, José Fillipo, o crescimento da receita líquida em um momento tão desafiador, quanto a pandemia, mostra como a companhia construiu um negócio resiliente.

Nesse sentido, a intensificação das vendas e o fortalecimento de sua presença digital foram os aspectos-chave para o desenvolvimento de todas as operações, conforme citou o executivo.

Nesse sentido, a intensificação das vendas e o fortalecimento de sua presença digital foram os aspectos-chave para o desenvolvimento de todas as operações, conforme citou Fillipo.

Ao mesmo tempo, o presidente executivo, Roberto Marques, explicou que as ferramentas de multicanalidade ajudaram a minimizar os impactos da pandemia. “Superamos o avanço do mercado global e ganhamos 6 pontos percentuais em participação” – disse o presidente.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Além disso, ele destacou que as vendas no segmento online subiram de 10% para 30% do valor global, desde que as medidas de isolamento se iniciaram.

No último trimestre, todas as marcas do grupo registraram bom desempenho, de modo que, na América Latina, a receita da Natura cresceu 24,7% e da Avon 16,2%.

Acima de tudo, só a Natura do Brasil abocanhou 10 pontos percentuais no mercado, ampliando a sua fatia de atuação. “Estamos vendo melhoria de geração de recursos em todas as nossas operações (…). Estamos muito otimistas em relação ao progresso do modelo econômico” – pontuou Marques.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Grupo Natura lucra R$175,7 mi no 4T20 e mostra resiliência frente à pandemia

Leia também:

Ibovespa toca os 114 mil pontos puxado por alta dos bancos

AZUL4: Azul registrou em 2020 o maior prejuízo da história


Sobre o autor