Empresas

GPA desiste do modelo de hipermercados e vende 71 lojas Extra por R$ 5,2 bi

Por Fast Trade
15 outubro 2021 - 06:07 | Atualizado em 15 outubro 2021 - 08:26

O GPA, Grupo Pão de Açúcar (PCAR3), decidiu abandonar a estratégia de hipermercados e anunciou a venda de 71 lojas ao Assaí (ASAI3) por R$ 5,2 bilhões. Desse valor, R$ 4 bilhões serão pagos diretamente pela empresa entre dezembro de 2021 e janeiro de 2024. Por outro lado, o restante dos R$ 1,2 bilhão será pago via fundo imobiliário.

Além disso, a companhia irá transformar os outros 28 pontos de hipermercados Extra em supermercados Pão de Açúcar e Mercados Extra. Dessa forma, todas as 103 lojas do modelo de hipermercados terão sido transformadas.

+ Clube de investimentos: Tudo o que você precisa saber

De acordo com a companhia, o Extra vai operar normalmente até o final do ano. Essas transformações, contudo, devem começar a ocorrer no início de 2022. O projeto, ademais, foi aprovado no conselho de administração do grupo e do Assaí só com votos dos membros independentes. Ou seja, sem que o controlador Casino votasse.

“Vamos focar nossos recursos e esforços agora especialmente no Pão de Açúcar e no digital. Do total de R$ 5,2 bilhões, cerca de R$ 1,2 bilhão irão para a expansão do Pão, para o digital, para conversões e reformas de 185 lojas do grupo”, afirmou Jorge Faiçal, presidente do GPA.

A companhia usará o restante do dinheiro da transação na desalavancagem, no pagamento de dividendos do possível lucro da transação e na aceleração da companhia.

A perspectiva do Assaí

Faiçal disse também que o modelo de hipermercados enfrenta problemas há tempos por causa da expansão dos atacarejos. De acordo com ele, o modelo deve ser o novo hipermercado brasileiro com 500 a 600 lojas no país.

Dessa forma, o grupo tinha a opção de “[…] ir reduzindo a base de hiper aos poucos, depois da série de reestruturações que já havíamos tentado, mas decidimos fazer isso de forma mais substantiva”, disse.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Na visão do Assaí, essa é uma oportunidade para o avanço da rede de atacarejo, modelo que mais cresce no varejo alimentar. “São pontos muito bem localizados, em áreas de regiões metropolitanas, sendo que 40% delas estão em São Paulo”, disse Belmiro Gomes, CEO do Assaí, em matéria da revista Valor.

As 71 lojas vendidas vendem entre R$ 8,5 bilhões e R$ 9 bilhões por ano como Extra. As estimativas apontam que depois de um ano de operações como Assaí elas devem começar a vender R$ 25 bilhões.

“A transação foi concebida sob um racional claro do ponto de vista de negócios e financeiro, para as duas companhias, com potencial de significativa criação de valor para os seus respectivos acionistas”, divulgaram as empresas em nota.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

GPA desiste do modelo de hipermercados e vende 71 lojas Extra por R$ 5,2 bi

Leia também:

Dólar ganha força e fecha a R$ 5,50, apesar da intervenção do Banco Central


Sobre o autor