Agronegócio

Governo zera imposto de importação de milho e soja para países fora do Mercosul

Por Fast Trade
20 abril 2021 - 07:35 | Atualizado em 20 abril 2021 - 11:25
safra de grãos; MILHO

O Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara do Comércio decidiu zerar o imposto de importação de milho e soja para países fora do Mercosul.

A medida, que vigora até o final de 2021, veio com o objetivo de assegurar o abastecimento interno e a competitividade do setor de carnes brasileiro. Isto porque, as indústrias locais enfrentam um forte aumento nos custos de produção devido aos altos preços destes grãos.

Como insumos básicos na alimentação de aves e suínos, estes itens vêm pressionando as margens das empresas, o que dificulta a manutenção das operações.

Como resultado, há um repasse de custos também ao consumidor, que terá que pagar mais caro, em um momento difícil para o país.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

“Estamos analisando diversas maneiras de contribuir para a competitividade do setor de carnes do Brasil em um cenário de pressão de preços (…)” – explicou Flávio Betarello, o secretário-adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura.

A decisão suspende as tarifas de 8% sobre as importações de soja em grão e de milho, de 10% sobre o óleo de soja e de 6% que incide na farinha e os pellets. Desse modo, a medida valerá para a importação de milho em grão e para a soja, mesmo que triturada, além dos derivados da oleaginosa.

Além disso, não houve o estabelecimento de cotas para as compras e a isenção entrará em vigor sete dias após a publicação da resolução. A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa as empresas BRF e Seara, comemorou a decisão da Camex.

Acima de tudo, a entidade solicitou a prorrogação da isenção ao Ministério da Agricultura no início do mês, pois, acredita que é uma alternativa importante para acabar com as pressões inflacionárias.

Em 2020, a suspensão não gerou resultados

A suspensão dos impostos de importação dos gêneros soja e milho importados dos países fora do Mercosul não resultou na queda dos preços em 2020. Com isso, o esperado alívio nos custos de produção não ocorreu e a indústria brasileira de aves e suínos elevou os preços.

Segundo dados da Secex, apesar de os volumes totais de importação serem os maiores da história, devido aos fretes, é muito difícil encontrar em outros países grãos tão competitivos quanto os provenientes do Mercosul.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Governo zera imposto de importação de milho e soja para países fora do Mercosul

Leia também:

Governo e Congresso decidem por veto parcial ao Orçamento

Ibovespa fecha em queda com Vale e bancos ofuscando a alta da Petrobras

Dólar fecha a R$5,54 com apetite ao risco e solução para o orçamento


Sobre o autor