HomePolítica

Governo assina projeto que garante autonomia do Banco Central

Por Eloiza Amaral
11 abril 2019 - 10:50
fundo eleitoral

Como forma de comemorar a marca de seus 100 dias de Governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta feira (11), 18 atos, dentre eles um projeto de lei complementar que garante a autonomia do Banco Central (BC).

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Através de um texto divulgado a impressa, sobre o projeto que será enviado ao Congresso, o governo informou que era preciso “consagrar em lei a situação de facto hoje existente, na qual a autoridade monetária goza de autonomia operacional e técnica para cumprir as metas de inflação definidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN)”.

O presidente do Banco Central, Campos Neto, informou que isso irá ajudar a reduzir o risco do país e facilitar o crescimento de longo prazo da economia. Ele ainda completou que o objetivo da instituição ainda será manter inflação baixa e estável, e que reformas, como a da Previdência, ajudarão a garantir estabilidade econômica.

“Colocar as contas públicas em um caminho equilibrado, através de um ajuste fiscal e de uma reestruturação patrimonial, gera efeitos multiplicadores no mercado de capitais, resultando em maior diversificação desse mercado e aumento do número de transações”, disse.

Além desse, outro documento importante assinado foi o que revoga 250 decretos de administrações passadas, considerados por Bolsonaro ‘’desnecessários que hoje só servem para dar volume ao nosso já inchado Estado e criar burocracias que só atrapalham’’. O presidente chamou este ato de ‘’revogaço’’, e já o havia anunciado em sua conta do Twitter na última terça feira.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

“Esse processo, naturalmente, irá desburocratizar o acesso às normas e conferir maior eficiência, transparência e publicidade aos atos normativos editados pelo Presidente”, afirmou o porta-voz, general Rêgo Barros.


Sobre o autor