Tecnologia

Governo anuncia parceria para aceleração digital do Brasil

Por Bruna Santos
28 maio 2020 - 07:00 | Atualizado em 28 maio 2020 - 08:00

A iniciativa, divulgada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), trabalhará na aceleração digital do Brasil. O projeto faz parte do programa global da Cisco e tem como propósito impulsionar a transformação digital e o uso de novas tecnologias no país.

De acordo com o MCTIC, a medida será fundamental na recuperação econômica e social do Brasil que ainda projeta os danos da crise do coronavírus.

O ministro Marcos Pontes anunciou a iniciativa MCTIC e Cisco: Acelerando a Transformação Digital durante evento virtual que contou ainda com a participação de Jordi Botifoll, presidente da Cisco América Latina, e Laércio Albuquerque, presidente da Cisco do Brasil.

À primeira vista, a proposta de apoiar a aceleração digital do Brasil vai preparar o ambiente para uma nova era de hiperconectividade e economia digital.

Segundo o ministério, inicialmente o programa tem como foco as áreas de educação, saúde, segurança cibernética, agronegócio, segurança pública, energia, manufatura, mas também outras.

Iniciativas do programa de aceleração digital para o Brasil

Uma plataforma inteligente será desenvolvida para oferecer suporte ao monitoramento, gestão e definição de políticas públicas por meio da consolidação de diversas informações.

A expectativa é contribuir também com o desenvolvimento de um ambiente ainda mais próspero e produtivo para a inovação e industrial do Brasil.

Obviamente, a cibersegurança não ficará de fora. Segundo a Fortinet, o Brasil sofreu mais de 1,6 bilhão de tentativas de ataques cibernéticos apenas no primeiro trimestre do ano.

Até mesmo o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, foi alvo de interceptação ilegal por hackers e algumas conversas foram vazadas.

Esse programa de aceleração digital impacta, sobretudo, o âmbito educacional. A pretensão é formar 7 mil jovens em novos talentos da segurança cibernética.

Desse modo, o programa responderá a crescente demanda por profissionais da área, tanto para os setores público quanto para o privado e estimulará a empregabilidade em tecnologia.

“Estamos próximos do edital da tecnologia 5G, desenvolvendo uma estratégia de inteligência artificial e implantando o plano de Internet das Coisas. Precisamos dar vazão a tais iniciativas de modo a proporcionar que cada brasileiro tenha acesso à internet”, disse o secretário de telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes.

Por fim, leia o anúncio do projeto de aceleração digital para o Brasil.

Procurado pela Agência Brasil, o MCTIC não respondeu se houve alguma licitação ou seleção para avaliar outras empresas que poderiam realizar parcerias semelhantes.


Sobre o autor