EmpresasHome

Gol (GOLL4) inicia apresentações para captar US$300 milhões em título conversíveis

Por Eloiza Amaral
18 março 2019 - 12:23
GOLL4

A Gol inicia nesta segunda feira (18), uma série de apresentações em Nova Iorque com o objetivo de apresentar seu plano de arrecadação de US$300 milhões em títulos de dívida conversíveis em ações. A companhia também explicará o projeto de expansão e renovação de aeronaves, impactado pelo uso do Boeing 737 Max 8, sem alterar as previsões para o crescimento da empresa que foram feitas no final de fevereiro.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Segundo apurado pelo jornal Valor Econômico, caso a polêmica com a Boeing se estenda para o segundo semestre, o efeito para a Gol poderá ser até de aumento de lucro.

A Gol tem encomendas de 133 aeronaves do modelo 8 Max para até 2028, e espera-se que a partir de junho sejam recebidas de 6 a 9.  Se a Boeing conseguir resolver a crise em torno deste modelo até o fim de abril, para que as entregas se normalizem, não haverá nenhum impacto significativo para a companhia brasileira.

Reforma da Previdência: O Futuro Dos Investimentos No Congresso Nacional

Vale ressaltar, que na última semana após o acidente da Etiophian Airlines com um avião deste tipo que deixou 157 mortos, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) proibiu que voos com o Boeing 737-8 Max sejam feitos no território brasileiro, embora ainda não se saiba as causas que levaram ao ocorrido.

Se a situação demorar mais tempo pata se resolver, a Gol já tem a solução para contornar o problema. A empresa brasileira atrasará a devolução do modelo atualmente usado, o 737 NG, e colocará cada unidade para operar por mais 30 minutos diários.

Relatório Especial: Fundos Imobiliários

Embora o modelo Max seja mais eficiente, pois a economia média de combustível é de 15% a cada 9 passageiros, a manutenção nos NGs é mais barata, e terá um efeito positivo no lucro a curto prazo. Além disso, a devolução de cada aeronave gera uma despesa extra para a Gol, de em média, R$6 milhões.

Isso levaria a redução nos gastos anuais. Para se ter dimensão dos efeitos financeiros, em 2018, companhia informou em seu balanço que obteve cerca de R$200 milhões em despesas com devoluções e vendas de aviões.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Um plano de organização para que não sejam utilizados mais o Boeing 737 Max 8 nem começou a ser traçado pela Gol, pois a empresa não acredita que a polêmica se perpetue. A visão é tão otimista, que a companhia aumentou as suas previsões para o Ebitda de 27% para 28% este ano. A estimativa para 2020 passou de 28% para 29%, e não há nada, neste momento, que leve a Gol a modificar esses números.


Sobre o autor