HomeMercados

Futuros em Nova Iorque mostram recuperação com mudança de tom de Trump quanto à guerra comercial

Por TradersClub
26 agosto 2019 - 10:40

Os futuros dos índices acionários americanos se recuperavam, nesta segunda-feira, das quedas iniciais durante a madrugada após o presidente americano Donald Trump dizer que o governo chinês deseja retomar as negociações comerciais, humor reforçado pelo comentário do vice premiê chinês Liu He de que é necessário resolver os problemas entre os dois países “por meio de negociações e cooperação de maneira tranquila”.

O tom conciliatório seguiu um fim de semana recheado de ameaças entre os dois governos, incluindo uma declaração da Casa Branca de que Trump se lamentava de não ter aumentado ainda mais as sobretaxas sobre as importações dos produtos chineses nos Estados Unidos.Mas, na madrugada, o presidente americano Donald Trump disse que a China teria ligado duas vezes pedindo para retomar as conversas. Pouco tempo depois, um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China disse que os telefonemas nunca aconteceram; mesmo assim, o mercado sentiu nas palavras do porta-voz uma postura conciliadora e disparou.

No entanto, o editor do jornal nacionalista Global Times, da China, Hu Xijin, disse que o país está se preparando para um “cenário no qual as relações comerciais entre a China e os EUA se deteriorem ainda mais”. Assim vai ser ao longo do dia: um sobe e desce, dependendo do que Trump disser ou o que a matéria da vez, com fontes, diga sobre o sobre o governo chinês.

Às 9h45 os futuros do Dow Jones Industrials e do S&P500 subiam 0,73% e 0,51%, respectivamente. O Treasury note de dez anos recuava 0,5 ponto-base para 1,553%. O dólar subia 0,35% ante pares. No Brasil, o futuro do Ibovespa tinha alta de 0,61%, enquanto o dólar futuro caía 0,21%, a R$4,114.


Sobre o autor