Mercados

Futuros do petróleo caem diante dos fatores de risco sobre a demanda

Por Fast Trade
28 julho 2020 - 17:19 | Atualizado em 28 julho 2020 - 18:10

Os contratos futuros de petróleo declinaram nesta terça-feira (28), pressionados pelos fatores de risco que colocam a retomada da demanda em xeque, como a pandemia.

Baixe agora: Tudo o que você precisa saber sobre análise técnica de ações e futuros

Para o analista-sênior de commodities da Schneider Eletric, Robbie Fraser, o coronavírus continua sendo o principal fator de risco para o petróleo e mercados gerais.

“O número crescente de casos em partes do mundo continua a incomodar os investidores, enquanto a melhoria das condições de oferta e demanda e os promissores testes iniciais de vacinas têm amenizado essas preocupações”, apontou ele em nota diária.

Ao final do dia, os contratos do Brent para o mês de setembro caíram 0,43%, cotados a US$ 43,22 por barril, na ICE, em Londres. Já o WTI para o mesmo mês findou com perdas de 1,34%, a US$ 41,04 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex).

Baixe gratuitamente: Descubra o seu perfil de investidor

Segundo Fraser, o movimento dos preços dos futuros do petróleo parece limitados, o que reforça a falta geral de volatilidade vista nos últimos dois meses. Portanto, o mercado encara que essa será uma semana crucial para os dados de estoques dos Estados Unidos, fator que também pressionou os preços.

Logo mais o Instituto Americano de Petróleo (AIE) divulga as expectativas para os números dos estoques de petróleo e produtos norte-americanos.

Amanhã será a vez do Departamento de Energia (DoE) divulgar os dados oficiais que, de acordo com os analistas consultados pelo “Wall Street Journal”, devem mostrar uma queda de 600 mil barris na semana encerrada em 24 de julho.

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de Day Trade

O analista de energia da Price Futures Group, Phil Flynn, destacou que a expectativa de que a oferta da commodity aumente possa limitar os preços. “Os produtos podem sofrer uma queda, mas as preocupações com a demanda estão entre os maiores receios dos investidores”, disse ele.

Pacote fiscal dos EUA também pressionam os futuros do petróleo

A expectativa por mais estímulos nos Estados Unidos esteve em foco, mas as divergências entre democratas e republicanos pressionaram os futuros do petróleo.

Além disso, o Commerzbank defende que a commodity tem sido sustentada recentemente pelo dólar mais fraco, já que isso tende a baratear a commodity para os detentores de outras moedas.

Baixe agora: Estratégia Long e Short – Saiba como operar

Por fim, o mercado aguardava o resultado da reunião do painel de definição de políticas do Federal Reserve, na terça e quarta-feira. A previsão é que o painel reitere a permanência das taxas próximas de zero nos próximos anos.


Sobre o autor