Economia

Fed de Dallas defende retirada dos estímulos a partir de setembro

Por Fast Trade
11 agosto 2021 - 17:42 | Atualizado em 11 agosto 2021 - 19:31

O presidente distrital do Federal Reserve de Dallas, Robert Kaplan, discursou nesta quarta-feira (11) a favor da retirada dos estímulos já na reunião de setembro. Além disso, ele defendeu que a instituição comece a reduzir a compra de ativos em outubro, alegando que “é hora de tirar o pé do acelerador”.

Durante uma entrevista à CNBC, o dirigente argumentou que é importante remover o relaxamento quantitativo (QE) para garantir flexibilidade na política de juros da instituição.

+ Guia completo sobre investimentos em multimercados

Da mesma forma, Kaplan considera que as compras de ativos não estão adequadas à realidade do país, pois, atualmente há um problema de oferta e não de demanda. Ao avaliar a situação, o executivo vê o processo de retirada de estímulos sendo inserido de forma gradual, em um prazo de cerca de oito meses.

Acima de tudo, ao interpretar a inflação do consumidor divulgada hoje, ele explicou que o resultado veio dentro do esperado, visto que, o Fed leva muito a sério a ancoragem na meta de 2%.

Inflação de julho nos EUA

O Índice de Preços ao Consumidor (CPI) teve um crescimento de 0,5% em julho, na comparação mensal, segundo do Departamento de Estatísticas de Trabalho dos Estados Unidos. Vale destacar que este aumento veio em linha com as estimativas dos especialistas, conforme indicado pelo consenso Refinitiv.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Ao mesmo tempo, o núcleo de inflação teve uma expansão de 0,3% no mês, ainda assim, dentro do intervalo projetado pela autoridade norte-americana. Por fim, o resultado foi bem recebido pelo mercado, pois, sinalizou que as pressões inflacionárias podem realmente ser temporárias, como o Fed havia previsto.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Fed de Dallas defende retirada dos estímulos a partir de setembro

Leia também:

Ações da Qualicorp desabam 15% em atenção aos resultados do 2º trimestre

Aporte de pessoas físicas no mercado de investimentos subiu 6,3% no 1º semestre

Bolsa brasileira acelera as perdas com indicadores e reforma do IR; dólar sobe


Sobre o autor