Economia

Faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses, mostra CNI

Por Fast Trade
19 janeiro 2021 - 08:30 | Atualizado em 19 janeiro 2021 - 10:41
confiança da indústria; faturamento da indústria

O faturamento da indústria contraiu 1,2% na passagem de outubro para novembro, descontando a inflação. De acordo com a pesquisa “Indicadores Industriais”, divulgada ontem (18) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), esse foi o primeiro recuo em sete meses.

Em contrapartida, o indicador, responsável por medir o valor vendido pela indústria, avançou 6,8% ante a mesma base de comparação em 2019. Por outro lado, o resultado acumulado entre janeiro a novembro de 2020 é 0,4% menor que o apurado no mesmo período de 2019.

Vale destacar, no entanto, o ano atípico marcado pelos impactos da pandemia de covid, incluindo inúmeras restrições à atividade.

Desde maio, o faturamento da indústria apontava para o crescimento, em busca da recuperação após a queda recorde de abril. O mês foi considerado por especialistas o “fundo do poço” para a economia em geral.

Mesmo assim, a CNI acredita que, apesar da desaceleração em novembro, o resultado não indica que o ciclo de crescimento terminou.

Nesse sentido, cabe destacar que, embora a pesquisa tenha revelado o recuo no faturamento, outros indicadores performaram melhor. O nível de emprego, por exemplo, subiu 0,4% na passagem de outubro para novembro do ano passado, marcando o quarto mês consecutivo de alta. Do mesmo modo, o número de horas trabalhadas cresceu 0,8% na comparação mensal

“Os indicadores mostram que a indústria continua crescendo, mas em um ritmo muito menor”, avaliou o gerente-executivo de Economia da CNI, Renato da Fonseca. Em nota, Fonseca declarou que “isso era esperado”.

“Houve uma recuperação muito rápida da pandemia e o nível de produção já está maior do que antes da crise”, lembrou. Segundo ele, praticamente voltamos ao início de 2020, “quando o crescimento não era muito elevado e ainda temos um nível de incerteza muito mais elevado”.

Capacidade instalada

Assim também, a utilização da capacidade instalada (UCI) declinou, passando de 80,1% em outubro para 79,9% em novembro.

Apesar da queda que, assim como no caso do faturamento da indústria, é a primeira desde maio, a UCI se mantém  acima do registrado em novembro de 2019 (78,3%).

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: baixe gratuitamente!

Na avaliação da CNI, o recuo “não significa uma reversão do crescimento industrial, mas reforça a conclusão de redução do ritmo de crescimento”.

Continue acompanhando o portal Fast Trade para mais destaques da indústria.

Antes de mais nada, leia outros destaques não relacionados com o faturamento da indústria:


Sobre o autor