Empresas

Falta de plano de reestruturação da Latam indica possível negociação com a Azul

Por Fast Trade
04 junho 2021 - 11:14 | Atualizado em 04 junho 2021 - 13:06
Azul (AZUL4)

De acordo com o CEO da Latam Group, Roberto Alvo, a companhia pretende apresentar um plano de reestruturação corporativa, com redução dos custos gerais.

No entanto, o baixo desempenho da parceria com a Azul (AZUL4) no fim do primeiro trimestre aponta para uma possível aquisição da operação brasileira da Latam.

Em 2020 após um período de forte contração nas receitas durante a pandemia, a empresa aérea deu entrada em um pedido de Recuperação Judicial aos Estados Unidos, acusando queda de 40% do número de passageiros do grupo.

Guia de A a Z de como se tornar um trader

Enquanto isso, a Latam Brasil negociou com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) um pacote de ajuda no valor de R$6 bilhões, o que gerou um conflito jurídico, em função DIP (debtor in possession) um plano de investimentos garantidos nos EUA.

Desse modo, em setembro do ano passado, o Tribunal de Falências dos Estados Unidos aprovou o valor de US$2,45 bilhões de dólares para a companhia, de modo que, em junho, a operação brasileira foi incluída no processo.

Ao mesmo tempo, em agosto de 2020, foi iniciado um “code-share” (compartilhamento de voos) entre a Latam e a Azul para 64 rotas nacionais. Contudo, no último dia 27, as companhias informaram o encerramento do acordo.

Resultados e perspectivas da Latam e avanço estratégico da Azul no Brasil

Acima de tudo, o presidente da Latam Brasil, Jerome Cadier, informou que menos de 2% dos passageiros da Latam pertencem ao code-share. Assim também, o executivo divulgou que a operação da Latam no Brasil corresponde a 60% do faturamento da Latam Group.

Alvo reiterou que a unidade de negócios brasileira não está à venda, enfatizando que a empresa continua negociando leasing para postergar o DIP.

Relatório Alocação de Recursos

De acordo com a Azul, a companhia emergiu da crise na liderança no Brasil e depois de meses analisando dados de consultores financeiros, a aérea está confiante que é a oportunidade ideal para aquisição de malha e frota para expandir as operações.

Por fim, especialistas acreditam que a Gol (GOLL4), cujo valor de mercado esteja em R$ 7,25 bilhões, também esteja no radar de aquisições da Azul.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Falta de plano de reestruturação da Latam indica possível negociação com a Azul

Leia também:

Índices futuros operam instáveis nos EUA à espera do discurso de Powell (Fed)

Bancos e indústria química devem repercutir MP que eleva a tributação

Câmbio pode ter correção na volta do feriado refletindo a agenda econômica


Sobre o autor