Agronegócio

Exportações totais de carne suína ultrapassam patamar de 100 mil toneladas pela 1ª vez

Por Bruna Santos
06 junho 2020 - 10:58 | Atualizado em 08 junho 2020 - 06:50
superávit da balança comercial

O total de carne suína exportada em maio (considerando os produtos in natura e processados) ultrapassou pela primeira vez o patamar de 100 mil toneladas.

De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o embarque representa um avanço de 52,2% ante as 67,2 mil toneladas reportadas em maio/2019.

Em receita, as vendas da carne suína para o exterior contabilizaram US$ 227,9 milhões, isto é, +58,4% do que na comparação anual para o mês.

Nos primeiros cinco meses do ano, as exportações da carne suína totalizaram 383,2 mil toneladas, o que representa um salto de 34% ante ao efetivado entre janeiro e maio de 2019, quando o setor reportou 285,9 mil toneladas.

Segundo o executivo da ABPA, Ricardo Santin, a China fortaleceu sua posição como principal destino das exportações de suínos, mas também de aves brasileiras.

Vale destacar que o Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais chinês acenou para um novo surto de peste suína africana, de acordo com a Reuters.

“Ultrapassamos pela primeira vez o patamar de 100 mil toneladas e US$ 200 milhões em um único mês”, comemorou o presidente da ABPA, Francisco Turra.

Destaques do agronegócio vão além da carne suína:

Brasil está habilitado e vai exportar carne bovina para a Tailândia

Agronegócio exporta US$ 10 bilhões em abril; compras da China apoiam o recorde

Exportação da soja brasileira renova recorde em abril e balança comercial tem superávit


Sobre o autor