Agronegócio

Exportação de soja do Brasil pode atingir 78 mi t em 2020, alta de 7,6%, prevê Anec

Por Fast Trade
01 julho 2020 - 08:00 | Atualizado em 01 julho 2020 - 08:45
soja brasileira; agronegócio
Foto: Federação das Industrias do Estado do Paraná.

Na esteira da forte demanda chinesa, a exportação de soja brasileira deve atingir 78 milhões de toneladas em 2020, “se tudo correr bem”. A projeção é da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), que foi repassada à Reuters via assessoria de imprensa.

De acordo com a Reuters, o saldo estimado pela Anec representaria um avanço de 7,6% ante 2019, atrelado a uma safra brasileira recorde. Ao final de abril, essa projeção era mais enxuta, com estimativa de 73 milhões de toneladas da oleaginosa embarcadas no acumulado do ano.

O saldo revela como as exportações de soja seguiram fortes entre os meses de maio e junho, após ter embarcado um recorde mensal em abril.

Leia também: Exportação da soja brasileira renova recorde em abril e balança comercial tem superávit

O resultado projetado para 2020 é bom, mas fica abaixo do recorde apurado em 2018, quando o Brasil exportou 82,9 milhões de toneladas de soja. Na ocasião, o País se beneficiava não apenas da colheita de uma grande safra, mas também da guerra comercial entre Estados Unidos e China.

Em junho, exportação de soja deve bater 11,9 mi t, diz Anec

Ainda conforme a Anec, a exportação de soja para junho foi estimada em 11,9 milhões de toneladas ante projeção de 12,6 milhões de toneladas. Os embarques da oleaginosa começam a cair, à medida que a oferta também diminui, após uma sequência de recordes exportados.

Isso, contudo, ainda significa um aumento de 36,8% na comparação com o mesmo mês de 2019, sendo a China o destino de 72% das exportações de soja do Brasil no primeiro semestre.

Para julho, por exemplo, a previsão da Anec declinou. Segundo o relatório, a exportação de soja brasileira deve atingir 7,25 milhões de toneladas no período. Baseado nos embarques programados para o período, a Anec projeta exportações de 68,9 milhões de toneladas nos primeiros sete meses de 2020.

Assim sendo, o maior exportador global da oleaginosa acumularia cerca de 9 milhões de toneladas para ser embarcado entre agosto e dezembro. Nesses meses, é comum que as vendas externas de soja percam força à medida que a oferta também segue o mesmo curso.


Sobre o autor