Dólar e índice

Especialistas alteram cenários e projetam dólar abaixo de R$5 em 2021

Por Fast Trade
09 junho 2021 - 06:15 | Atualizado em 09 junho 2021 - 06:44

A melhora dos fundamentos do câmbio levou especialistas a alterarem a estrutura dos cenários e projetarem o dólar abaixo de R$5 em 2021.

Desse modo, o mercado retomou as estimativas do final de 2020, considerando que o ambiente interno será favorável à recuperação da moeda brasileira.

Vale destacar que essa é uma visão minoritária por ora, uma vez que apenas 5 das 29 instituições pesquisadas pelo Valor Data reduziram as previsões para a cotação do dólar. No entanto, isso representa um avanço, já que em maio apenas 2 empresas contavam com esse viés positivo.

Desvendando o swing trade: Tudo o que você precisa saber!

Inclusive, a pesquisa Focus do Banco Central, trouxe um panorama semelhante destas perspectivas na última segunda-feira, ao divulgar uma visão majoritária de que a divisa americana encerrará o ano no patamar de R$5,30.

Acima de tudo, muitos observadores de mercado avaliaram que o momento é bom para a recuperação do real, contudo, haverá uma grande dificuldade em segurar o dólar abaixo da fronteira psicológica de R$5 devido aos riscos implícitos no horizonte macroeconômico.

Por exemplo, uma das principais preocupações do mercado é a retirada dos estímulos pelo Federal Reserve nos EUA antecipadamente, o que pode fortalecer a moeda do país.

Projeções e perspectivas de diferentes instituições

Apesar disso, o BTG Pactual foi uma dessas instituições que revisaram os números acreditando que haverá uma mudança no quadro fiscal. De acordo com o banco, as estimativas para o dólar no final de 2021 caíram de R$5,30 para R$4,90.

Os economistas do BTG explicaram que é possível enxergar uma valorização mais expressiva do real à medida em que a incerteza relativa à pandemia e ao cumprimento da meta fiscal diminuísse. “A redução do risco fiscal nas últimas semanas reduziu esse gap” – explicou o relatório.

Guia de A a Z de como se tornar um trader

Da mesma forma, o Sicred também trabalha com a hipótese de que a retomada mais forte da atividade e a Selic mais alta vão manter a divisa americana abaixo dos R$5 até o final de 2021.

“Com uma Selic a 6,25%, vamos passar a ter uma taxa maior que a do México, Colômbia, África do Sul, entre outros, voltando a ser atrativos para o capital especulativo” – argumentou Pedro Ramos, o economista-chefe da instituição.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Especialistas alteram cenários e projetam dólar abaixo de R$5 em 2021

Leia também:

Ibovespa cai 0,76% em dia de realização de lucros após 8 altas consecutivas

Dólar fecha estável com embate entre o exterior e os indicadores domésticos

Fatores que impulsionaram a inflação estão perdendo força – avalia Campos Neto


Sobre o autor