EmpresasHome

Empresas do Ibovespa perdem R$ 257 bilhões em valor de mercado na volta do Carnaval

Por Bruna Santos
27 fevereiro 2020 - 08:33

As principais companhias da Bolsa de Valores brasileira perderam R$ 257 bilhões em valor de mercado nesta quarta-feira de Cinzas. Esse recuo no preço das ações em apenas um dia se justifica pelo ajuste acumulado das cotações, segundo o levantamento do Valor Investe com base em dados da B3 e do Valor PRO.

Assim, leva-se em consideração o movimento em baixa dos mercados internacionais nas duas sessões anteriores, enquanto a B3 permaneceu fechada. Parte dessa perda está diretamente relacionada com o coronavírus, levando o Ibovespa ao seu pior pregão desde o “Joesley Day”. O dólar, por sua vez, disparou 1,12% e fechou a R$ 4,44.

No Brasil, a primeira pessoa contaminada foi confirmada ontem após dois testes subsequentes. Só para exemplificar, as 70 empresas com ações no índice Ibovespa valiam, em conjunto, R$ 3,858 trilhões na sexta-feira (21).

Ao final do pregão de ontem, contudo, o valor de mercado somado dessas mesmas companhias era de R$ 3,601 trilhões. De acordo com o Valor Investe, as companhias aéreas Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4) e a empresa de venda de pacotes turísticos CVC (CVCB3) foram algumas das que mais contabilizaram quedas percentuais elevadas.

Além disso, siderúrgicas como a CSN (CSNA3)Gerdau (GGBR4) e Usiminas (USIM5) também caíram. Todas essas contraíram ao menos 10%. Em contrapartida, Petrobras (PETR3/PETR4), Vale (VALE3), Itaú (ITUB3) e  Bradesco (BBDC3/BBDC4) foram as que mais perderam valor de mercado em reais em termos absolutos.

Até mesmo os melhores desempenhos dentro do Ibovespa também foram negativos no que diz respeito ao valor de mercado. Nesse contexto, as empresas que menos sofreram no pregão – e caíram menos de 3% – foram a IRB (IRBR3)TIM (TIMP3)Cielo (CIEL3)Raia Drogasil (RADL3) Ambev (ABEV3), todas mais expostas ao mercado interno.

Leia mais:

Aliança pelo Brasil; coronavírus puxa queda em valor de mercado e mais destaques de hoje


Sobre o autor