HomeMercados

Empresas brasileiras podem movimentar R$ 80 bilhões em ações; comissão especial; caixa 2 e mais

Por Pablo Vinicius Souza
29 abril 2019 - 10:24

Em meio às incertezas econômicas, o mercado se volta para uma possível movimentação de R$ 80 bilhões em ações por parte de empresas brasileiras neste ano.

Isso porque boa parte dessas companhias acenaram um forte movimento de oferta, tanto internamente, quanto no exterior.

Lá fora, a tensão entre Estados Unidos e Irã aumenta e os preços do petróleo recuam.

Bolsas da China seguem em correção; índices europeus operam em queda; petróleo recua

As principais bolsas asiáticas encerraram a sessão de hoje majoritariamente em alta, refletindo os resultados corporativos positivos do primeiro trimestre.

O saldo positivo veio mesmo em meio a semana de liquidez reduzida, em razão do recesso de 10 dias que fechará os mercados do Japão até o dia 06 de maio.

Foi a China que protagonizou uma sessão em exceção aos ganhos do continente asiático, refletindo uma forte correção no mercado.

Indícios de que Washington e Pequim podem estar prestes a selar um acordo pode reverter as perdas na próxima sessão.

Segundo a Reuters, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, acredita serem necessárias apenas mais duas rodadas de negociações.

Os índices europeus, por sua vez, operavam em queda por volta das 7h.

O recuo foi impulsionado pela vitória do partido socialista nas eleições parlamentares.

Em commodities, o petróleo recua. De acordo com o site de notícias do Ministério do Petróleo do Irã, Shana, as sanções impostas pelo país norte-americano vão afetar a estabilidade do mercado global da commodity.

“Essas sanções são um exemplo da reação intimidadora da América ao tentar mudar o equilíbrio de poder no mundo”, divulgou.

A reportagem foi atribuída ao vice-ministro de Petróleo do Irã, Amir Hossein Zamaninia.

Saiba quais são os principais compromissos econômicos globais para esta segunda-feira

A semana começa com a divulgação de dados de renda, gastos e índice de preços gastos com consumo, nos EUA.

Ademais, o Fed de Dallas publicará o índice de produção manufatureira relacionada ao mês de abril.

Em termos de balanço corporativo, o dia conta com a divulgação do Google, nos EUA e da América Móvil (México).

Internamente, o destaque do dia é o Boletim Focus do Banco Central.

Há grande expectativa por parte do mercado quanto a novas projeções de PIB, inflação e juros.

Além disso, a FGV divulgará o Índice Geral de Preços referente a abril, bem como a sondagem da indústria.

A semana ainda contará com um feriado na quarta-feira (1º de maio), que fechará os mercados no dia.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Em semana com feriado, comissão especial se prepara para definir calendário para reforma

A comissão foi instaurada na semana passada e já tem sua primeira reunião ordinária marcada para 7 de maio.

Em meio a uma semana com poucas atividades legislativas em decorrência do feriado na quarta-feira, o presidente do colegiado, deputado Marcelo Ramos, se reunirá amanhã (30) com lideranças partidárias para definir o cronograma de trabalhos.

O relator da PEC, Samuel Moreira, fará parte do encontro, bem como o vice-presidente do colegiado, deputado Silvio Costa Filho.

Além destes, outros líderes dos partidos que compõem o colegiado foram convocados para a tratativa de planejamento.

No encontro, a comissão deve discutir reuniões de audiência pública com autoridades e especialistas, além das datas prováveis de discussão e votação da proposta.

Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia aparam arestas e dialogam em prol da reforma da Previdência

O mercado pode repercutir hoje o encontro entre os presidentes da República, Jair Bolsonaro, e o da Câmara, Rodrigo Maia.

A fim de aparar as arestas após uma troca de deselegância pública, os dois selaram uma nova fase na relação.

Antes de tudo, ambos estão comprometidos com o avanço da tramitação da reforma da Previdência no Congresso.

Ao final do encontro, ambos se pronunciaram a jornalistas sinalizando um tom positivo.

Posteriormente, o ministro Onyx Lorenzoni também comemorou com o Estadão o encontro presidencial.

“Os dois reabriram um canal de conversação direta, o que é algo muito valioso e importante”.

Lorenzoni afirma que Medida Provisória da Liberdade Econômica será assinada esta semana

Lorenzoni, não falou apenas da resolução entre Bolsonaro e Maia, mas também da Medida Provisória da Liberdade Econômica.

De acordo com o ministro, o presidente da República assinará o texto ainda nesta semana.

A medida – prevista pelo governo – objetiva a simplificação de regras, bem como redução de exigências para abertura de novos negócios.

Isso quer dizer que não apenas a burocracia será reduzida, mas também a intervenção do Estado, o que facilitará a gestão de emprego e renda e aquecerá a economia.

O mercado nutre a expectativa de que a proposta será apresentada um dia antes do feriado de 1º de maio.

Caixa 2: relator da proposta chamou de “hipocrisia” ignorar que eleições são financiadas assim

Embora a reforma da Previdência seja o alicerce do governo Bolsonaro, outras medidas elaboradas por sua equipe estão em andamento.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, tem mostrado serviço com uma série de propostas.

Se tratando de sua articulação para tornar crime o caixa dois de campanhas eleitorais, parlamentares têm resistido à ação.

Agora, no entanto, o texto será relatado na Câmara dos Deputados por Giovani Feltes (MDB-RS).

Segundo o Valor, há três anos o parlamentar dizia que é “hipocrisia” ignorar que as eleições são financiadas dessa maneira.

R$ 80 bilhões: esse é o saldo que empresas brasileiras podem movimentar com ações em 2019

Com toda a certeza, a retomada do crescimento econômico brasileiro tem sido um dos grandes pólos de discussão entre especialistas.

Embora o clima ainda seja de incertezas, boa parte das empresas brasileiras acenaram um forte movimento de oferta de ações, tanto na bolsa paulista (B3), quanto no exterior.

De acordo com o Estadão, a continuidade desse fluxo pode gerar uma movimentação de, aproximadamente, R$ 80 bilhões no ano.

Esse saldo equivale ao maior resultado desde 2010, segundo fontes ouvidas pelo Estado.

Esse montante refere-se a operações de abertura de capital, bem como emissão de ações de companhias já listadas na Bolsa.

Por conseguinte, boa parte das operações devem ser lideradas por estatais como, por exemplo, a Petrobras.

A estatal brasileira tem se movimentado para vender sua participação na BR Distribuidora.

Por outro lado, a Caixa deve se desfazer de fatia na petroleira.

A operação de ambas pode movimentar cerca de R$ 20 bilhões, segundo fontes ao Estado.

E-book: Guia Completo e Definitivo da Previdência Privada 

Petrobras: venda de ativos já acumula R$ 10 bi; ‘ONS do gás’ desagrada a Paulo Guedes 

A petroleira assinou contratos de venda na semana passada, que totalizam US$ 10,3 bilhões em ativos.

Além disso, seu conselho de administração aprovou um novo modelo para a venda de suas respectivas refinarias.

De acordo com o Valor, esse pacote engloba oito refinarias que, juntas, podem processar até 1,1 milhão de barris diário.

Ademais, a estatal confirmou possível oferta pública secundária de ações (follow-on) da BR Distribuidora. Atualmente, sua participação é de 71%.

Nesse ínterim, a petrolífera apresentou ao governo um cronograma de abertura para o mercado de gás, mas desagradou a Guedes.

Isso porque o documento prevê uma abertura que se estende até 2022.

Acionistas da Oi aprovam plano de incentivo que pode alavancar em 113,85% a remuneração 

Na última sexta-feira (26), acionistas da empresa de telecomunicações do Brasil, Oi, aprovaram um plano de incentivo para a empresa.

A princípio, o plano –longo prazo – se baseia em ações que podem alavancar em 113,85% a remuneração do conselho administrativo.

Ainda assim, a decisão só será implementada após decisão da Justiça sobre o tema.

Expansão da Fleury perde ritmo em decorrência do atual cenário econômico brasileiro

“Não podemos ignorar o cenário macroeconômico. O investimento será revertido para unidades já em operação”, afirmou o presidente da companhia.

Carlos Marinelli falou à investidores e analistas em teleconferência na última sexta-feira a despeito do plano de expansão do Grupo.

De acordo com o próprio, a expectativa é que o ritmo seja retomado no segundo semestre do ano.


Sobre o autor