HomePolítica

Em viagem oficial à China, Mourão busca investidores e fala de sistema fiscal e privatizações

Por Pablo Vinicius Souza
21 maio 2019 - 10:21

Em viagem oficial na China, o vice-presidente, Hamilton Mourão, procurou melhorar as relações do Brasil com a potência asiática.

Mourão quer atrair novos investidores e, ao chegar no país, manifestou estar aberto a propostas de investimentos em infraestruturas.

Além disso, o general sinalizou que o Brasil pode vir a aderir à Nova Rota da Seda.

Essa iniciativa multimilionária é considerada o maior projeto do governo Xi Jinping.

Ademais, o vice-presidente participou de um seminário de promoção do mercado financeiro brasileiro, na Bolsa de Valores de Xangai.

Mourão falou da reforma do sistema fiscal, assim como privatizações e concessões públicas em energia e infraestrutura.

O vice-presidente dispensou tradução simultânea, fugindo à regra adotada por funcionários de alto escalão que visitaram a Bolsa chinesa na última década, de acordo com a Folhapress.

A postura foi encarada como um esforço para mostrar dinamismo e desenvoltura.

Leia mais:

Saiba quais são os principais compromissos econômicos globais para esta terça-feira

Reforma da Previdência: Bolsonaro muda tom, faz aceno ao Congresso e lança campanha

Reforma tributária: projeto deve ser votado amanhã na Comissão de Constituição e de Justiça

Bolsonaro se prepara para atos pró e contra governo; ‘Brasil acima de tudo’ e ‘Direitos Já’

Contingenciamento: próximo bloqueio no Orçamento deve ser inferior a R$ 5 bilhões

Bolsonaro anistia partidos políticos de multas aplicadas pela Receita Federal

Decreto de armas: Taurus afirma que medida libera venda de fuzil para população civil

Gol e Elliott querem que proposta da Azul por Avianca seja interrompida


Sobre o autor