Dólar e índice

Em sessão muito volátil, dólar cai a R$5,22 renovando a mínima de quatro meses

Por Fast Trade
11 maio 2021 - 18:48 | Atualizado em 11 maio 2021 - 21:47
Fed

O dólar comercial fechou em queda de 0,13% nesta terça-feira (11), na cotação de R$5,2210 na venda, renovando a mínima de quatro meses.

Apesar da intensa volatilidade durante o pregão, a junção de perspectivas mais favoráveis a estímulos com um exterior positivo levou a divisa americana a rondar a estabilidade. Isto porque, o comunicado do Comitê de Política Monetária (Copom) repercutiu positivamente.

Os dirigentes do Banco Central reforçaram a ideia de “normalização parcial”, contrariando as recentes projeções dos especialistas.

Apesar de considerar a abordagem da instituição mais “dovish”, o Citi manteve a sua avaliação de que são grandes os riscos de haver uma taxa mais alta. Isto porque, o banco vê a economia doméstica com baixa resiliência e uma inflação muito acima da meta.

Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

No entanto, este pregão foi marcado por um conjunto de influências, entre o cenário interno e o dólar fraco em relação aos principais pares.

Na visão dos analistas, ainda há espaço para o real dar continuidade ao seu rali, uma vez que a moeda brasileira continua 15% distante do seu preço justo de longo prazo. Por outro lado, a provável mudança de humor no ambiente global deve limitar a convergência do câmbio local com o estimado.

Além disso, a pauta doméstica também trouxe o IPCA desacelerando na margem, o que tende a apoiar a recuperação da moeda brasileira.

O índice subiu 0,31% em abril, na comparação ao mês imediatamente anterior, mostrando perda de força, embora no acumulado de 12 meses esteja em 6,76%.

Juros futuros recuam repercutindo a ata do Copom

Os contratos de juros futuros encerraram com declínio nas taxas em todos os períodos, repercutindo o conteúdo da ata do Copom.

Nesse sentido, o mercado de renda fixa interpretou que o comunicado mostrou seu posicionamento favorável a estímulos. A instituição deixou claro a sua intenção levar a taxa Selic a um nível adequado, descartando a necessidade de aumentos agressivos no juro básico.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Mesmo assim, a curva a termo continua precificando chances reais de elevação em 0,75% na próxima reunião de política monetária.

O DI setembro/2021 recuou a 4,06% (4,09% no ajuste anterior), o DI julho/2023 caiu para 7,12% (7,23% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 declinou para 8,07% (8,16% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Em sessão muito volátil, dólar cai a R$5,22 renovando a mínima de quatro meses

Saiba mais:

Petróleo tem sessão de ganhos de olho na retomada das operações no oleoduto

Lucro do BTG Pactual avança 51,7% somando R$1,197 bilhão no 1T21

Tráfego da Azul (AZUL4) dispara 523% em abril, mas segue 37% abaixo do nível pré-covid


Sobre o autor