Ações

Em dia de vencimento e exterior ameno, Ibovespa futuro abre em alta

Por TradersClub
16 julho 2021 - 09:55 | Atualizado em 16 julho 2021 - 09:57
vencimento e exterior ameno

São Paulo, 16 de julho – Em dia de vencimento e exterior ameno, o contrato futuro do índice Bovespa abriu em alta nesta sexta-feira. Seguem monitoradas as preocupações com a saúde do presidente Jair Bolsonaro e as negociações envolvendo a Reforma Tributária, cuja votação ficou para agosto.

LEIA: Retail liquidity provider (RLP) – o que é e como funciona na prática?

O Ibovespa futuro subia 0,26%, a 128.400 pontos, por volta das 09h10. Gestores e contribuidores do TC apontam que há mais condições para correções do que altas, por conta da onda inflacionária global e das indicações de que a retomada pós-vacinação contra o coronavírus no mundo desenvolvido está perdendo ímpeto. Sinais de deterioração na posição técnica de alguns mercados e de avaliações esticadas em ativos de risco também pisam no freio do mercado.

“Preocupa um pouco o comportamento do gringo que, além de não comprar, está vendendo. Isso não é bom sinal”, diz Moises Beida, trader e contribuidor do TC. “O vencimento do opções deve travar o mercado de novo, que não consegue romper essa barreira dos 128 mil, 129 mil pontos”. O investidor deve ficar atento à reação dos mercados com a inflação medida pelo índice IGP-10, que desacelerou, mas ficou um pouco acima do consenso.

Mundo afora, a inflação ao consumidor na Zona do Euro veio em linha com o consenso. Entre os destaques para a manhã de hoje, as vendas no varejo nos EUA de junho devem reduzir a queda ante maio, e a Universidade de Michigan divulga a prévia da Confiança do Consumidor de julho. A fala do diretor do Federal Reserve de Nova York, John Williams, às 10h00 do Brasil, pode abordar a possível redução das compras de títulos.

No plano corporativo, fique de olho na reação do mercado às prévias operacionais da Tenda e EZTec, mudança de norma da Duratex, os dados operacionais da XP e a privatização da gaúcha CEEE-T, que deve atrair ofertas de grupos como CPFL Energia, Engie Brasil, EDP Brasil e Energisa.

vencimento e exterior ameno


Sobre o autor