AçõesHome

Efeito Bolsonaro intensifica Rali de ativos e Ibovespa avança mais de 1%

Por Fast Trade
29 outubro 2018 - 12:06

Um dia após a realização do segundo turno de eleições que consagrou Jair Bolsonaro o 38º presidente da república, cresce no mercado a expectativa pela aplicação de uma política ampla voltada às privatizações. A projeção é que o rali dos ativos brasileiros se intensifique cada vez mais no curto prazo, evidenciando a confiança do mercado em relação ao compromisso do novo governo com a agenda de reformas, sobretudo, ajuste fiscal e reforma da previdência.

O otimismo no cenário eleitoral refletiu em forte alta já na abertura do Ibovespa, que nos primeiros minutos superou sua marca histórica intraday de 88.318 pontos, muito influenciada pelas ações das estatais. Às 11h57 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira avançava 1,15%, a 86.704 pontos, registrando um volume financeiro de mais de R$7 bilhões.

No sentido oposto, o dólar comercial apresentava uma variação negativa de 0,38%, sendo cotado a R$3,64. Os juros futuros também caíam. A DI com vencimento em dezembro de 2019 tinha queda de 1,49%, sendo comercializada por 7,26% e a DI para dezembro de 2022 reduzia 1,07%, sendo vendida a 9,25%.

No mesmo horário, os papéis das estatais desaceleravam. Petrobras (PETR4), Eletrobras (ELET6) e Banco do Brasil (BBAS3) aumentavam 1,38%, 1,42% e 4,57% respectivamente, Vale (VALE3) e Cemig (CMIG4) apresentavam desvalorização de 2,32% e 1,16% respectivamente.

Leia também:

Mercado internacional reage à Bolsonaro e ETFs brasileiras tem salto de 14% no Japão

Menos Brasília, mais Brasil

Cenário positivo para as estatais


Sobre o autor