Mercados

Economia global pode viver uma recessão histórica

Por Bruna Santos
14 abril 2020 - 07:50 | Atualizado em 14 abril 2020 - 07:53
destaques econômicos

A estimativa do índice Brookings-FT mais recente para a economia global está longe de ser otimista, segundo o Valor Econômico. De acordo com o indicador, o mundo já vislumbrava o que pode ser o pior colapso econômico desde a Segunda Guerra Mundial.

Essa perspectiva é real desde que o coronavírus começou a ter um forte impacto por todo o mundo, em março.

Atenção para a queda livre dos dados da economia real, dos índices de confiança, assim como as demissões, o vislumbre de empresas quebradas e a turbulência dos mercados.

Do mesmo modo, o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgará previsões para a economia global. Segundo o Valor, o instituto deve acenar para a maior contração econômica desde a Grande Depressão dos anos 30.

Para o Goldman Sachs, o mercado acionário dos EUA dificilmente atingirá novas mínimas. Ontem, os índices Dow Jones e S&P 500 recuaram -1,39%, para 23.390,77 pontos e -1,01%, para 2.761,63 pontos, respectivamente. Conforme o relatório da multinacional, a meta de final de ano para o S&P 500 permanece em 3.000.

O Ibovespa, por sua vez, encerrou o pregão da véspera com salto de 1,5%, impulsionado por petróleo e blue chips.

Confira mais destaques econômicos:

Ibovespa avança 1,5% impulsionado por petróleo e blue chips

Dólar sobe a R$5,18 com coronavírus e petróleo no radar

Futuros de petróleo fecham mistos após acordo da Opep+

Soja brasileira segue forte no mercado chinês

Governo prevê o maior rombo da história nas contas públicas por Covid-19: R$ 419,2 bi


Sobre o autor