Economia

Economia cresceu 2,8% em julho, mostra IAE-FGV

Por Fast Trade
14 setembro 2020 - 07:30 | Atualizado em 14 setembro 2020 - 10:06
geometria comportalmental
geometria comportalmental

De acordo com o Indicador de Atividade Econômica da Fundação Getulio Vargas (IAE-FGV), a economia brasileira cresceu 2,8% na passagem de junho para julho.

Leia também: Ministério da Economia: dados de junho/julho mostram retomada em “V”

Em contrapartida, a mostragem revelou uma queda de 4,3% no trimestre móvel, que acabou em julho, frente ao trimestre móvel concluído no mês de abril.

Já na comparação interanual, o recuo da atividade econômica de julho foi ainda mais acentuado (-6,3%), como também no trimestre móvel findo no mês (-9%).

Embora sejam majoritariamente negativos, esses números sobre a economia do Brasil são melhores do que as variações apuradas em junho, conforme destacou a FGV.

Vale destacar que o mundo tenta se recuperar dos baques ocasionados pela pandemia do coronavírus. Esse início de recuperação ocorre mesmo durante a crise.

Baixe agora: Guia completo para obter sucesso nos investimentos na Bolsa

Os resultados recentes fizeram com que a taxa acumulada em 12 meses até julho fosse de -2,8% e -5,8% nos sete primeiros meses de 2020.

Esse indicador é usado para antecipar as tendências da economia brasileira a partir de três versões com base na divulgação de pesquisas mensais.

Assim sendo, o IAE-FGV se baseia nas pesquisas divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e tem como principais bases de informações a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF); a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), e a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS).

IBC-Br deve registrar alta de 3,4% em julho

Na sequência das estimativas para a economia do Brasil, consultorias e instituições financeiras consultadas pelo Valor Data sugerem que a atividade econômica segue se recuperando no terceiro trimestre, conforme mostrou os indicadores do IBGE, sobretudo no desempenho melhor que o esperado no varejo e na indústria.

Baixe gratuitamente: Guia de A a Z de como se tornar um trader

Além disso, o crescimento do setor de serviços também contribui para a estimativa positiva, embora de modo mais singelo que os demais.

Desse modo, a mediana dos especialistas acredita que o Indicador de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) deve ter subido 3,4% em julho ante junho.

O resultado do índice sai nesta segunda-feira (14) e, se confirmado o avanço positivo no período, marcará o terceiro mês de crescimento consecutivo.

O IBC-Br se recupera das fortes quedas computadas entre março e abril, auge das medidas de isolamento para combater a disseminação da Covid-19 no Brasil.

Apesar das estimativas de salto, ainda não bastaria para devolver o IBC-Br aos níveis pré-coronavírus, uma vez que o índice permaneceria 6,6% abaixo do nível alcançado em fevereiro de 2020.

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de day tradeSe você quer ficar informado de tudo o que acontece no mercado financeiro, participe do canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade. É gratuíto!


Sobre o autor