Dólar e índice

DOLFUT: Dólar sobe com exterior tenso, receios fiscais

Por TradersClub
21 setembro 2020 - 09:47 | Atualizado em 21 setembro 2020 - 10:13

O dólar iniciou em alta com exterior tenso frente ao coronavírus, ações de tecnologia e de bancos, o que eleva a aversão ao risco e aumenta a busca pela moeda americana, considerada mais segura.

A queda das commodities também ajuda a desvalorizar o real.

Por aqui, o mercado segue de olho no fiscal, depois que a coluna de Lauro Jardim disse que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, teria afirmado que a Reforma Tributária, sua prioridade, não deve ser aprovada em 2020.

Baixe gratuitamente: Guia do investidor iniciante

Governo e aliados discutem corte de R$30 bilhões e avaliam como bancar o Renda Brasil em 2021.

Os investidores também estão atentos à divulgação da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária, que se mostrou despreocupado com o quadro fiscal.

Nesse sentido, temos na agenda do dia tem discurso de Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu, às 09h45.

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade

Ela pode falar sobre programa de compra de títulos. Há ainda falas de dirigentes do Federal Reserve, às 13h00 e às 19h00.

Perto das 09h05, o dólar futuro 1,0%, a R$5,447.

Lá fora, o Dólar Índice, o DXY, que mede o comportamento da moeda americana ante uma cesta de moedas pares, subia 0,36%.

Da mesma forma, o VIX, chamado de índice de medo, subia 4,51%.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar sobe com exterior tenso, receios fiscais

Leia também:

ENBR3: ENBR3: EDP Brasil pagará R$ 353 milhões em proventos (dividendos e JCPs)

Indicadores econômicos, precificação de ações e mais destaques da semana


Sobre o autor