Dólar e índice

Dólar vira para alta e fecha a R$5,33 com inflação e cautela global

Por Fast Trade
11 setembro 2020 - 17:49 | Atualizado em 11 setembro 2020 - 18:24
fraca liquidez

O dólar comercial fechou em alta de 0,32% nesta sexta-feira (11), na cotação de R$5,3350 na venda, reagindo à inflação e ao clima de cautela global.

Depois de contabilizar duas quedas consecutivas, a divisa americana acumulou alta semanal de 0,47%, mantendo o real na liderança do ranking de depreciação anual.

Ficou no radar, as declarações do economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), Philipe Lane, reforçando a interpretação de que “não há espaço complacência da instituição, em um momento de inflação muito abaixo da meta.

Da mesma forma, a presidente do BCE, Christine Lagarde, adotou o mesmo discurso e enfatizou a importância da intervenção da União Europeia (EU) neste momento.

Baixe agora: Dólar e Mini Dólar – Desvendando este mercado

Por aqui, o destaque do momento era a agenda de indicadores locais, revelando aumento de 2,6% no volume de serviços prestados em julho.

Acima de tudo, o resultado mostrou que o setor continua destoando da forte recuperação reportada pela indústria e pelo comércio varejista.

Ao mesmo tempo, os investidores monitoravam os comentários do presidente Jair Bolsonaro sobre a alta nos preços dos alimentos e no dólar.

Durante a sua live semanal, Bolsonaro disse que tem conversado com os ministros e com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, sobre quais instrumentos podem ser utilizados para impedir uma valorização mais acentuada da moeda dos EUA.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Apesar disso, o presidente ressaltou que não pretende interferir nos preços ou no câmbio, que devem ser precificados segundo a oferta e a demanda.

Juros Futuros fecham em alta em linha com o mau humor externo

Os contratos de juros futuros fecharam com aumento nas taxas em todos os períodos, seguindo a tônica de aversão ao risco no exterior.

Além disso, as incertezas do quadro fiscal e as pressões inflacionárias recentes impulsionaram a adição de prêmio de risco, principalmente, nos vértices intermediários e longos.

Com o salto nos preços dos alimentos e às vésperas da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), as projeções para a taxa Selic passaram a considerar um aumento para 4,25% no final de 2021.

Baixe gratuitamente: O que ninguém conta sobre os investimentos em ações

O DI janeiro/2021 subiu para 1,97% (1,96% no ajuste anterior), o DI outubro/2023 avançou para 5% (4,99% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2026 aumentou para 6,51% (6,55% o ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar vira para alta e fecha a R$5,33 com inflação e cautela global

Leia também:

Petróleo fecha sem direção única, mas despenca quase 6% na semana

Minicontrato de dólar ganha espaço no portfólio do investidor pessoa física


Sobre o autor