Dólar e índice

Dólar tem sessão volátil com foco no exterior e no risco fiscal

Por Fast Trade
19 novembro 2020 - 13:46 | Atualizado em 19 novembro 2020 - 14:52
dólar-câmbio-divisa-americana

O dólar comercial opera volátil nesta quinta-feira (19), com foco no exterior e no cenário de riscos do quadro fiscal brasileiro.

Depois de abrir próximo à estabilidade, a divisa americana assumiu o viés de queda, devolvendo parte dos ganhos registrados na véspera.

Apesar de o noticiário sobre o avanço das vacinas ser encorajador, o avanço da pandemia tem provocado cautela nos investidores.

Sobretudo, frente à possibilidade de a segunda onda de contágio ser mais forte do que a primeira e poder causar um impacto financeiro ainda maior.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Nesse sentido, as projeções da economia europeia já englobam uma piora no ritmo de recuperação da atividade no bloco econômico.

Ao mesmo tempo, nos Estados Unidos, o Congresso tenta articular um novo pacote de estímulos para minimizar os efeitos do surto.

Nos últimos dias, o país tem registrado recordes de novas infecções e o número de desempregados subiu assustadoramente.

Enquanto isso, no Brasil, há rumores de que uma segunda onda está se formando devido ao aumento do número de infectados em diversos estados.

Baixe gratuitamente: Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

Ademais, gerou preocupações o alerta da agência Fitch sobre as contas públicas e a manutenção da classificação de risco do país em BB-, com perspectiva negativa.

Embora o endividamento tenha aumentado em função da pandemia, o cumprimento do teto de gasto e as demais questões orçamentárias podem ajudar na saída da crise.

Às 12h46 (horário de Brasília), o dólar comercial desvalorizava 0,67% contra o real, sendo cotado a R$5,3040 na venda.

Juros futuros operam em queda de olho no leilão de títulos do Tesouro

Os contratos de juros futuros apresentavam recuo nas taxas em todos os períodos, refletindo o leilão de títulos do tesouro.

Acima de tudo, a forte demanda pelos papéis trouxe alívio à pressão sobre os DIs e desencadeou a queima de prêmio de risco.

Baixa agora: Guia do Investidor Iniciante

O DI março/2021 recuava 0,74%, na cotação de 2% (2,01% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 caía 0,44% sendo vendido a 6,75% (6,79% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar tem sessão volátil com foco no exterior e no risco fiscal

Leia também:

GOLL4: média diária de voos da Gol sobe 34% em outubro

CCRO3: CCR anuncia emissão de R$ 960 milhões em debêntures


Sobre o autor