Dólar e índice

Dólar tem sessão de queda apoiado pela baixa liquidez antes do feriado

Por Fast Trade
12 fevereiro 2021 - 13:51 | Atualizado em 12 fevereiro 2021 - 15:04
maior fechamento desde maio

O dólar comercial opera em queda nesta sexta-feira (12), apoiado pela baixa liquidez antes do feriado de Carnaval, que deixará a B3 sem operações.

Refletindo uma postura mais cautelosa dos investidores, a divisa americana mantinha uma trajetória de leve correção na paridade com o real.

Isto porque, o risco fiscal implícito no cenário doméstico provocou aversão ao risco nos últimos dias, sobretudo, após o governo sinalizar apoio à extensão do auxílio emergencial.

Na véspera, o ministro da Economia, Paulo Guedes, condicionou o retorno do benefício à aprovação da PEC do Orçamento de Guerra.

Baixe agora: Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

Desse modo, o dispositivo permitiria executar despesas que ultrapassam o teto de gastos sem que a ação se configure crime de responsabilidade fiscal.

Além disso, o ministro ressaltou a necessidade de estabelecer uma contrapartida financeira à concessão de mais 4 parcelas do auxílio.

Mesmo após o presidente Jair Bolsonaro colocar a aprovação deste benefício como prioridade, ainda há grande resistência por parte da equipe econômica.

Não só por elevar o déficit público, mas também, porque o país não está adotando medidas de isolamento social mais rígidas frente à segunda onda de contágio pelo Covid-19.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Por esse motivo, Guedes se reunirá hoje com Arthur Lira (PP), presidente da Câmara, e Rodrigo Pacheco (DEM), presidente do Senado.

Em contrapartida, a agenda de indicadores chamou atenção após o IBC-Br, considerado prévia do PIB, subir 0,64% em dezembro, na base trimestral.

Assim, o dado superou as estimativas dos economistas consultados pelo Valor Data, porém, ainda está abaixo dos níveis registrados anteriormente.

Às 12h51 (horário de Brasília), o dólar comercial caía 0,50% contra o real, sendo cotado a R$5,3610 na venda.

Juros futuros avançam reagindo à cautela fiscal

Os contratos de juros futuros avançavam, reagindo ao sentimento de cautela sobre a situação fiscal do país.

Acima de tudo, as preocupações com o endividamento do país faziam preço nas taxas ao longo da curva, como forma de proteção antes do feriado.

Ao mesmo tempo, os vértices mais curtos mostraram reação limitada ao IBC-Br de dezembro, que veio mais forte que o esperado.

Baixe agora: Calendário do Trader 2021

O DI julho/2021 subia 1,50%, na cotação de 2,36% (2,34% no ajuste anterior) e o DI outubro/2023 avançava 1,77% sendo vendido a 5,74% (5,70% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar tem sessão de queda apoiado pela baixa liquidez antes do feriado

Leia também:

Lucro ajustado do Banco do Brasil (BBAS3) sobe 6,1% no 4T20

Auxílio emergencial pode recomeçar em março, diz Bolsonaro

Safra de Grãos 2020/21: produção deve chegar a 268,3 milhões de toneladas


Sobre o autor