Dólar e índice

Dólar tem pregão volátil refletindo o exterior e os ruídos em Brasília

Por Fast Trade
23 fevereiro 2021 - 12:51 | Atualizado em 23 fevereiro 2021 - 13:34

O dólar comercial opera volátil nesta terça-feira (23), refletindo o clima de aversão ao risco no exterior e os ruídos em Brasília.

Após fazer um pregão de forte tensão na véspera, a divisa americana rondava a estabilidade, sem demonstrar uma direção definida.

Lá fora, o grande catalisador era o depoimento do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, ao Senado dos EUA.

Assim, o chairman do Fed explicou que a economia está muito longe das metas de emprego e inflação estabelecidas desejadas para o país.

Baixe agora: Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

Além disso, ele afirmou que é provável que leve algum tempo para alguns avanços substanciais sejam obtidos em função dos impactos da pandemia.

Powell disse que a instituição está empenhada em utilizar toda a gama de ferramentas para apoiar o crescimento neste período de turbulências.

Assim, o executivo acrescentou que a abordagem utilizada permitirá que inflação fique acima de 2% por um tempo, porém, as mudanças permitirão que a resposta do mercado seja forte antes mesmo de ser necessário apertar a política monetária.

Ao mesmo tempo, no Brasil, ficou em destaque as decisões do presidente Jair Bolsonaro em demitir o CEO da Petrobras e alterar as diretrizes de precificação dos combustíveis.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Em meio a um ambiente de incertezas e inseguranças, o movimento de realização de lucros prevalecia, após o salto do dólar frente ao real.

Desse modo, as crises políticas e a guinada populista do chefe do Planalto repercutiram negativamente na percepção dos investidores, que assumiam posições mais defensivas neste contexto.

Às 12h51 (horário de Brasília), o dólar comercial caía 0,66% contra o real, sendo cotado a R$5,4240 na venda.

Juros futuros se ajustam em queda de olho no câmbio

Os contratos de juros futuros apresentavam redução nas taxas em todos os períodos, apesar do cenário de ruídos políticos.

Nesse sentido, os DIs intermediários e longos anotavam queda acentuada, como em forma de ajuste à alta contabilizada na véspera.

Baixe agora: Calendário do Trader 2021

O DI julho/2021 recuava 1,79%, na cotação de 2,46% (2,50% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2024 caía 1,73% sendo vendido a 6,25% (6,38% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar tem pregão volátil refletindo o exterior e os ruídos em Brasília

Leia também:

Fundos imobiliários: índice de alta liquidez estreia na B3,

Balança comercial apura superávit de US$210,3 mi na parcial de fevereiro


Sobre o autor