Dólar e índice

Dólar tem novo dia de queda reagindo à possível vitória de Biden

Por Fast Trade
05 novembro 2020 - 13:15 | Atualizado em 05 novembro 2020 - 15:02
dólar-câmbio-divisa-americana

O dólar comercial faz uma nova sessão de queda nesta quinta-feira (05), com uma possível vitória de Joe Biden nas eleições americanas.

Segundo a apuração parcial, o democrata já possui 264 votos no colégio eleitoral, contra apenas 214 de Donald Trump. Ao todo, são necessários 270 votos para conquistar a Casa Branca.

Nesse sentido, os investidores estão animados com o provável triunfo de Biden, mesmo que o Senado permaneça com a maioria republicana.

Isto porque, ainda que hajam dificuldades para a aprovação de um pacote de estímulos mais expressivo, os senadores tendem a barrar possíveis aumentos de impostos.

Baixe agora: Dólar e Mini Dólar – Desvendando este mercado

Do contrário, um controle majoritariamente democrata tende a favorecer medidas de maior regulação nos mercados, o que, certamente, não é interessante para as grandes empresas.

Mais cedo, o Banco da Inglaterra divulgou a sua decisão de política monetária, mantendo a taxa de juros nos níveis atuais, porém, elevando o programa de compras de ativos em 150 milhões de libras.

Acima de tudo, essa diretriz está em linha com o esperado pelo mercado, pois, a segunda onda de contágio pelo coronavírus pode trazer sérios impactos à economia britânica.

No Brasil, o avanço de pautas importantes no Congresso Nacional também contribuía com a recuperação do real.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Na véspera, os parlamentares derrubaram o veto do presidente Jair Bolsonaro à prorrogação da desoneração da folha de pagamentos até o final de 2021.

Além disso, eles aprovaram o início do pagamento da dívida que a União tem com os Estados referente à Lei Kandir.

Às 12h15 (horário de Brasília), o dólar comercial desvalorizava 1,75% contra o real, sendo cotado a R$5,5540 na venda.

Juros futuros recuam após leilão do Tesouro

Os contratos de juros futuros registraram queda nas taxas em todos os períodos, refletindo o leilão de títulos do Tesouro Nacional.

Desse modo, os operadores de mercado monitoravam a demanda pelos papéis, sobretudo, em relação ao volume ofertado nos vértices mais curtos e nas LTFs.

Baixe gratuitamente: Tudo o que você precisa saber para fazer uma análise técnica de ações e futuros

Ademais, os DIs também se mostravam sensíveis às declarações do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e a possível vitória de Biden.

O DI fevereiro/2021 recuava 1,52%, na cotação de 2% (2,04% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 caía 1,33% sendo vendido a 6,66% (6,76% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar tem novo dia de queda reagindo à possível vitória de Biden

Leia também:

Produção industrial cresce 2,6% na passagem de agosto para setembro, afirma IBGE

BRPR3: BR Properties registra lucro líquido de R$ 16,3 milhões no terceiro trimestre


Sobre o autor