Dólar e índice

Dólar sobe forte de olho no exterior e CPI da Covid

Por Fast Trade
09 abril 2021 - 12:00 | Atualizado em 09 abril 2021 - 13:02
Dólar sobem antes de inflação

O dólar comercial mantém a tendência de alta na manhã desta sexta-feira (9), em sessão de correção após queda de 1,22% na véspera. Às 11h56, a divisa americana avançava 1,20% e era negociada a R$ 5,641 na venda e a R$ 5,640 na compra.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader!

No cenário externo, o Senado dos EUA procura articular um pacote de medidas para enfrentar a China nos campos econômico e geopolítico. Assim sendo, os parlamentares buscam o apoio de ambos os partidos para destravar a proposta.

Já no mercado doméstico, repercute a instauração de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19 no Senado. Com isso, o imbróglio do Orçamento de 2021 ganhou novo elemento após  a determinação do ministro Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A decisão visa a apuração de possíveis omissões do governo federal no trato com a pandemia de covid-19. Para o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o movimento é equivocado e poderá atrapalhar os esforços de combate à doença.

“Não teria momento pior para isso (a instalação da CPI) acontecer”, avaliou o responsável pela mesa de derivativos da Genial Investimentos,  Roberto Motta. De acordo com ele, “o poder de barganha do Senado aumentou com a chegada da CPI”.

+ Guia completo para obter sucesso nas operações de Day Trade

Por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro, o Executivo e o Congresso Nacional parecem próximos de um acordo para a sanção do Orçamento 2021. Vale destacar que o presidente tem até o dia 22 de abril para vetar ou sancionar a matéria. Ontem, inclusive, Bolsonaro sancionou a nova Lei do Gás.

Juros sobem na esteira do dólar

Assim como o dólar, os juros futuros operam em terreno positivo nesta parcial de sexta-feira (9), após oscilarem sem direção única.

+ Derivativos: o guia definitivo para começar a investir

Próximo das 11h45, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 avançava para 8,87%, de 8,74% no ajuste de quinta-feira.

Por sua vez, o DI para janeiro de 2023 marcava 6,51%, de 6,39% do fechamento anterior. Por fim, o vencimento para janeiro de 2022 subia para 4,675%, de 4,63% no ajuste de ontem.

Continue acompanhando o portal Fast Trade para ficar por dentro da performance do dólar até o fechamento do pregão.

Antes de mais nada, leia também: Tráfego de passageiros doméstico da Azul cresceu 11,2% em março (A/A)


Sobre o autor