Dólar e Câmbio

Dólar sobe em dia de Ptax e feriado nos Estados Unidos

Por Fast Trade
31 maio 2021 - 12:00 | Atualizado em 31 maio 2021 - 13:05
maior fechamento desde maio

O dólar comercial rondou a estabilidade contra o real na maior parte da manhã desta segunda-feira (31), último pregão de maio. Entre outros destaques, o mercado avalia que a volatilidade é esperada para o dia de hoje devido ao fechamento da Ptax de fim de mês.

+ Ebook Dólar e Mini Dólar: Desvendados este mercado

Assim sendo, a Ptax é considerada o principal driver do mercado de câmbio, pelo menos até as 13 horas. A partir desse horário será feita a quarta e última coleta da Ptax pelo Banco Central nas mesas de operação.

Além disso, o dólar opera em meio à redução dos volumes de negociação por um feriado nos Estados Unidos e no Reino Unido. Com feriado do Memorial Day na potência norte-americana, as bolsas de Chicago e Nova York não operam neste último pregão do mês.

Às 11h57, o dólar marcava uma valorização de 0,56% e era negociado a R$ 5,253, próximo da máxima intradia (R$ 5,255). Em contrapartida, a divisa caminha para fechar em maio com perda de aproximadamente 3,9% contra o real, após findar abril a R$ 5,4315.

Taxas de juros futuros seguem a mesma direção do dólar

Do mesmo modo, as taxas de juros de longo e curto prazo sobem embalados por novas notícias positivas no cenário doméstico. Destaca-se, por exemplo, o superávit primário de abril e a queda da dívida bruta e líquida do governo brasileiro ante o Produto Interno Bruto (PIB).

Nesse sentido, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 marcava 8,48% às 11h48, indicando uma valorização de 0,24% na comparação com o ajuste anterior (8,46%). Do mesmo modo, o DI para janeiro de 2023 subia para 6,68% (+0,98%), ante o fechamento anterior de 6,615%. Por fim, a taxa referente a janeiro de 2022 estava em 5,08% na parcial (+0,79%), de 5,04% apurado no fechamento anterior.

Antes de mais nada, leia também:

Ibovespa futuro abre estável em dia de feriado nos EUA de olho em corporativo

Proventos distribuídos por grandes bancos atingiu o quarto maior volume no 1º trimestre

Como o mercado se posiciona para a abertura desta segunda-feira, 31 de maio

Governo Central reporta superávit primário de R$ 16,5 bilhões em abril


Sobre o autor