Dólar e índice

Dólar sobe a R$5,41 apesar da baixa liquidez na volta do feriado

Por Fast Trade
17 fevereiro 2021 - 19:18 | Atualizado em 17 fevereiro 2021 - 20:12

O dólar comercial fechou em alta de 0,80% nesta quarta-feira (17), na cotação de R$5,4170 na venda, apesar da baixa liquidez na volta do feriado.

Embalada por um movimento de forte valorização no exterior, a divisa americana ganhou força contra o real, depois de oscilar na abertura.

Nesse sentido, o câmbio refletiu os indicadores econômicos dos EUA, que vieram mais forte do que o previsto.

Mensuradas em janeiro, as vendas no varejo subiram 5,3%, ligeiramente acima da estimativa de alta em 1,2% dos analistas.

Baixe agora: Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado

Ao mesmo tempo, este dado sinaliza a retomada dos níveis de consumo no país, em uma demonstração de recuperação pós pandemia.

Em contrapartida, em âmbito doméstico, os investidores repercutiram a ausência de detalhes sobre as negociações do auxílio emergencial no Congresso.

Havia uma expectativa de que o governo trabalharia na articulação de sua proposta junto aos parlamentares durante o Carnaval, mas isso não ocorreu.

Além disso, nem o relatório final foi apresentado nas Casas Legislativas até o momento, o que acentuou o clima de desconfiança.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Em segundo plano, ficou a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL), decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e mantida por votação unânime entre os ministros.

Acima de tudo, o parlamentar foi preso após ameaçar os magistrados da suprema corte por meio de um vídeo, além de incitar ataques à instituição.

A Câmara dos Deputados está decidindo qual será o encaminhamento deste caso, que pode ser pela manutenção ou não da prisão de Silveira.

Desse modo, os deputados discutem se devem ou não prosseguir com a acusação, embora haja indício de que o mandato do parlamentar será cassado.

Juros futuros avançam com foco no ajuste ao exterior

Os contratos de juros futuros encerraram com aumento nas taxas em todos os períodos, refletindo um ajuste ao exterior.

Isto porque, o rendimento das T-notes de 10 anos nos EUA foi o maior em quase um ano, mostrando a força da economia americana.

Ademais, diante de um cenário de forte recuperação dos indicadores do país, crescem as chances de que o Fed retire antecipadamente os estímulos.

Baixe agora: Calendário do Trader 2021

Por outro lado, a cena doméstica também contribuiu com a adição de prêmio de risco nos DIs, sobretudo, após o atraso no cronograma de vacinação.

O DI maio/2021 subiu para 2,08% (2,05% no ajuste anterior), o DI janeiro/2023 avançou para 5,05% (4,96% no ajuste anterior) e o DI julho/2024 saltou para 6,37% (6,26% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar sobe a R$5,41 apesar da baixa liquidez na volta do feriado

Leia também:

Balança comercial tem déficit de US$0,72 bilhão em fevereiro

B3: grandes bancos registram a 1ª queda no lucro desde 2016


Sobre o autor