Dólar e índice

Dólar sobe a R$5,25 com o exterior ofuscando a cena local

Por Fast Trade
14 setembro 2021 - 18:38 | Atualizado em 14 setembro 2021 - 19:12
inflação norte americana

O dólar comercial fechou em alta de 0,59% nesta terça-feira (14), na cotação de R$5,2550 na venda, com o exterior ofuscando a cena local. Fazendo uma sessão de intensa volatilidade, a divisa americana acompanhou o sentimento negativo presente nas Bolsas de Nova York.

Desse modo, a piora do apetite ao risco internacional impulsionou a demanda por proteção, sobrepondo ao otimismo com os dados de inflação.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Divulgado hoje, o Índice de Preços ao Consumidor nos EUA (CPI) avançou 0,3% em agosto, na comparação com julho. O número ficou abaixo das previsões dos especialistas consultados pelo Broadcast, que apostavam na alta de 0,4% do indicador.

Ao mesmo tempo, a conjuntura política no Brasil continua gerando preocupações à medida em que se aproxima o período de eleições presidenciais. A polarização entre o ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, e o atual presidente, Jair Bolsonaro, segue contaminando as perspectivas para o ambiente local.

Juros futuros declinam reagindo às falas de Campos Neto

Os contratos de juros futuros encerraram com queda nas taxas em todos os períodos, reagindo às falas do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Nesse sentido, os vértices curtos perderam cerca de 30 pontos-base (0,3%) em relação ao último fechamento.

O mercado reduziu as apostas de elevação em mais de 1% na taxa Selic já na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Isto porque, o executivo afirmou que não haverá alteração no plano de aumento dos juros, independente dos próximos indicadores.

+ Estratégias Long & Short: Saiba como operar!

Desse modo, Campos Neto assegurou que as projeções divulgadas nos últimos documentos oficiais divulgados prevalecerão e que os juros serão elevados visando ancorar os níveis de inflação.

O DI janeiro/2022 caiu a 7% (7,32% no ajuste anterior), o DI julho/2023 recuou para 9,31% (9,57% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2025 declinou a 9,98% (10,13% no ajuste anterior).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Dólar sobe a R$5,25 com exterior ofuscando a cena local

Leia também:

Mesmo com crise política, analistas apontam boas oportunidades no setor bancário

Itaú BBA eleva a recomendação da Eneva para “outperform” de olho na crise hídrica

Sinqia segue estratégia de crescer em fusões e aquisições e propõe oferta restrita


Sobre o autor